Dharma, O Garoto Prodígio

Descrição

Esta obra do início do século XVIII, de um artista desconhecido, é um exemplo típico de Nara-ehon, manuscritos ilustrados ou pergaminhos e livros impressos a mão produzidos no Japão do período Muromachi (1333-1573) até meados do período Edo (1615-1868). O Hōmyō dōji é, originalmente, uma história do Leste da índia com raízes no budismo. Como muitas destas histórias, começa com a frase típica, "Era uma vez, na terra de Buda..." Continua, contando a história de uma criança que foi escolhida para ser sacrificada para uma cobra gigante. O pai da criança decide procurar um substituto para seu filho. Um menino, chamado Hōmyō dōji, que não podia suportar a tristeza da sua mãe após a morte de seu marido, se vende ao homem quando sua mãe não está em casa. Hōmyō dōji  é servido em sacrifício e, enquanto ele está recitando um Sutra perto de uma gruta, de repente aparece um Bodhisattva e transforma a serpente em um garoto. Quando o imperador ouve dessa história, ele pede para que o dōji (menino), seja levado até ele, e abdica ao trono em favor do dōji. O dōji, então, procura por sua mãe, com quem ele vive feliz para sempre. A obra está encadernada em três volumes e contém muitas ilustrações coloridas.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

ほうみやう童子

Tipo de Item

Descrição Física

3 volumes : ilustrações coloridas; 30 centímetros

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 29 de setembro de 2014