Codex Huexotzinco , 1531

Descrição

O Codex Huexotzinco é um documento de oito folhas em amate, um papel pré-europeu feito na Mesoamérica. É parte do testemunho de um caso judicial contra representantes do governo colonial no México, dez anos após a conquista espanhola, em 1521. Huexotzinco é uma cidade ao sudeste da Cidade do México, no estado de Puebla. Em 1521, o povo indígena Nahua da cidade eram os aliados do conquistador espanhol Hernando Cortés e, juntos, confrontaram seus inimigos para vencer Moctezuma, líder do Império Azteca. Após a conquista, os povos de Huexotzinco tornaram-se parte das propriedades de Cortés. Durante o período 1529-30, quando Cortés estava fora do país, os administradores coloniais espanhóis interviram nas atividades diárias da comunidade e obrigaram os Nahuas a pagarem impostos excessivos sob a forma de bens e serviços. Após a volta de Cortés, os Nahua uniram-se a ele numa causa judicial contra os abusos dos administradores espanhóis. Os queixosos foram bem sucedidos em seu processo no México e, mais tarde, quando o mesmo foi novamente julgado na Espanha. Os registros mostram (em um documento descoberto nas coleções da Biblioteca do Congresso) que, em 1538, o Rei Carlos da Espanha concordou com o julgamento contra os administradores espanhóis e ordenou que dois terços de todos os tributos extraídos do povo de Heuxotzinco fossem devolvidos.

Última Atualização: 12 de fevereiro de 2016