Sala de Estar Privada, I, Kasr-el-Said, Tunísia

Descrição

Esta imagem fotocromática faz parte de "Imagens das Pessoas e Locais da Tunísia" do catálogo da empresa Detroit Photographic Company. Mostra uma sala de estar privada no Palácio Kassar-Said, em Túnis. O Mediterrâneo: Manual para Viajantes (1911), de Baedeker, descreve o palácio como um "château do bey" que não permitia a entrada de turistas. "Aqui, em 1881, foi celebrado o Tratado do Bardo, que acabou com a independência da Tunísia". A Tunísia ficou sob o controle do Império Otomano em 1574. Bey era, originalmente, o tírulo do governador provincial. A partir do início do século XVIII, o bey tornou-se o chefe de Estado do Reino de Túnis, e era nominalmente subordinado ao sultão. A Detroit Photographic Company foi fundada como empresa de publicação fotográfica no final da década de 1890, pelo empresário e editor William Al Livingstone, Jr e pelo fotógrafo e editor de fotos Edwin H. Husher. Eles obtiveram direitos exclusivos para utilizar o processo "Photochrom" suíço para conversão de fotografias em preto-e-branco em imagens coloridas e imprimí-las por fotolitografia. Este processo inovador foi aplicado na produção em massa de cartões postais coloridos, gravuras e álbuns para venda ao mercado americano. A empresa transformou-se na Detroit Publishing Company em 1905.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Detroit Photographic Company, Detroit, Michigan

Idioma

Título no Idioma Original

Private Drawing Room, I, Kasr-el-Said, Tunisia

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

1 impressão fotomecânica: fotocromo, cor

Observações

  • A Companhia Fotográfica de Detroit foi lançada como uma editora de fotografia na década de 1890 pelo empresário e editor de Detroit William A. Livingstone, Jr., e pelo fotógrafo e editor de fotografia Edwin H. Husher. Eles obtiveram o direito exclusivo de usar o "Fotochromo", o processo suíço de conversão de fotografias em preto-e-branco em imagens coloridas, e imprimi-las por fotolitografia. Este processo inovador foi aplicado na produção em massa de cartões postais coloridos, gravuras e álbuns para venda ao mercado americano. A empresa tornou-se a Detroit Publishing Company em 1905.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 12 de fevereiro de 2016