Três Bayts (Versos) para um Ente Querido

Descrição

Este fragmento cartográfico inclui três bayts(versos) de poesia no  painel de texto principal e dez versos ao redor deste painel, criando uma moldura textual decorada com motivos de folhas e vinhas douradas. A peça  caligráfica inteira está colada a um papel decorado com motivos vegetais e geométricos em azul destacados em ouro. O painel de texto central é encimado por um painel retangular iluminado e inclui um triângulo decorativo no canto esquerdo superior. Os versos do painel central são escritos em escrita nasta'liq sobre um fundo branco decorado com flores douradas. Nos versos, pode-se ler:"Por que partir para o Ka'ba quando o Ka'ba é a sua casa? A Sagrada Clausura de minha Ka'ba é o limiar de seu solo./ O encanto de seu olhar captura o território dos corações, / Agora todos os povos do mundo contam sua história./ Como posso tirar do (meu) coração a imagem de seus (lábios) de granada?  / Porque no tesouro do coração existem muitas marcas suas.''Ao desenhar as imagens de Meca, da Ka'ba e sua Sagrada Clausura (harim), o poeta descreve seu afeto pelos olhos e os lábos de sua bem-amada em termos de uma peregrinação ao seu coração. Os versos são assinados pelo escritor (al-katib) Mir 'Ali (1543 d. [951 AH]), um mestre calígrafo em atividade em Herat (Afeganistão) e Bukhara (Uzbequistão), durante o século XVI.

Última Atualização: 30 de setembro de 2016