Prática Negra

Descrição

Esta folha caligráfica inclui um número de palavras e de letras em diagonal  usadas em combinações direcionadas para cima e para baixo do fólio. A escrita cursiva persa comum,  nasta'liq, é preferida ao manuscrito shikastah mais"quebrado". Essas folhas - conhecidas como siyah mashq (literalmente "prática negra") em persa - foram totalmente cobertas com escrita como um meio de praticar caligrafia e economizar papel. Com o tempo, elas se tornaram items de colecionação e, assim, eram assinados e datados (este fragmento, no entanto, não parece estar assinado ou datado). Muitos fragmentos, tais como este aqui, receberam uma variedade de bordas decorativas e eram coladas à folhas ornamentadas com plantas ou flores pintadas em ouro. Até mesmo o exercício de caligrafia propriamente dito, aparece sobre um fundo feito de nuvens pintadas e decoradas com flores iluminadas. Um número de folhas siyah mashq, executadas na virada do século XVII pelo grande mestre iraniano da escrita nasta'liq ', Imad al-Hasani (morto em 1615 [1024 AH]), eram decoradas em ouro, conservada em álbuns (muraqqa'at), e recebiam iluminação feitas por Muhammad Hadi, cerca de 1747-1759 (1160-1172 AH). Embora folhas de siyah mashq de cerca de 1600 terem sobrevivido, elas parecem ter sido um gênero particularmente popular durante a segunda metade do século XIX.

Última Atualização: 6 de abril de 2016