Livro de recortes otomano: livro de orações para os sete dias da semana

Descrição

A arte do recorte islâmico em papel desenvolveu-se na Herat timúrida no século XV. Ela atingiu Istambul por meio de Tabriz já no início do século XVI. Uma vez estabelecida na arte de confecção de livros otomana, continuou a ser apreciada até o final do século XIX. Para cortar o papel, eram usadas facas pontiagudas especiais com lâminas curvadas para baixo. O livreto apresentado aqui, que consiste em apenas oito folhas, contém sete orações de adoração em árabe para serem usadas durante o tasbih (glorificação de Deus), uma para cada dia da semana. As orações e ornamentos (flores, arbustos, ciprestes e gavinhas) são cortadas em papel oriental fino e branco e emolduradas em papel colorido amarelado originário da Itália ou da Espanha. Em uma nota, o livreto é atribuído a Fahri Dede de Bursa (falecido após 1600), um dos mais famosos mestres desta arte. Ao final do manuscrito, há um poema em turco.

Data de Criação

Data do Assunto

Tipo de Item

Descrição Física

8 fólios; 17 x 13 centímetros

Observações

  • Código BSB: Cod.turc. 428

Referências

  1. Barbara Schmitz, “Cut Paper,” in Encyclopaedia Iranica. http://www.iranicaonline.org/articles/cut-paper-qeta-decoupage-also-monabbat-kari-filigree-work-a-type-of-applied-ornament-documented-in-persian-manu.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 16 de novembro de 2017