Sexto Batalhão de Engenheiros embarcando no “Manchuria”, em Brest, para retornar aos EUA

Descrição

Natural de Deep River, em Connecticut, Philip Frank Lund trabalhou antes da Primeira Guerra Mundial como carpinteiro em Hartford, em Connecticut; em Savannah, na Geórgia; e em Palm Beach, na Flórida. Logo depois que os EUA entraram para a guerra, Lund decidiu usar suas habilidades de construção e contribuir com o esforço de guerra integrando-se ao Corpo de Engenheiros do Exército dos EUA. Ele se alistou em 1º de outubro de 1917 e foi designado para servir na Companhia A do Sexto Batalhão de Engenheiros. Depois dos treinamentos recebidos em Washington, D.C., em dezembro de 1917 sua unidade partiu para a França, onde se juntou à Terceira Divisão, Terceiro Corpo das Forças Expedicionárias Americanas. Durante sua carreira militar, Lund alcançou o posto de sargento de primeira classe. Na França ele participou da construção de hospitais, alojamentos e outras estruturas, como disposições de arames, plataformas para metralhadoras e escavação e reforço de trincheiras. Após o armistício em 11 de novembro de 1918, Lund serviu por algum tempo com as tropas de ocupação americanas na Alemanha. O Sexto Batalhão de Engenheiros retornou aos Estados Unidos em agosto 1919 no navio Manchuria. A imagem que apresentamos aqui faz parte de um álbum de 100 fotografias compilado por Lund durante seu serviço militar. O álbum pertence à Coleção Philip Frank Lund do Projeto da História dos Veteranos do Centro da Cultura Popular Norte-Americana na Biblioteca do Congresso, que coleta, preserva e disponibiliza relatos pessoais de veteranos de guerra americanos.

Última Atualização: 14 de novembro de 2017