Livro de orações com efeito rendado de Maria de Médicis

Descrição

Este livro de orações foi produzido para Maria de Médicis no segundo quarto do século XVII. Além de ter pertencido ao acervo pessoal da célebre rainha, o livro apresenta bordas elaboradamente recortadas, que transformam as margens do pergaminho em uma imitação de renda. Este efeito foi obtido com a técnica conhecida como canivet, na qual se utilizava uma faca pequena para entalhar desenhos rendilhados no papel ou pergaminho. A forma de arte que teve origem entre as freiras da França, Alemanha e dos Países Baixos no início do século XV, foi empregada para produzir um magnífico efeito rendado aos vários manuscritos associados a Maria de Médicis. Este manuscrito, pertencente ao Museu de Arte Walters de Baltimore, e produzido para a rainha enquanto regente da França e esposa do rei Henrique IV, contém 28 miniaturas, incluindo imagens religiosas originais e várias outras adições posteriores: um retrato em guache da rainha já idosa e nove pequenas miniaturas produzidas em Bruges por volta de 1450 por um artista influenciado pelos estilos de Jean Baptiste van Eycken e das Folhagens de Ouro, que prevaleciam na época, além do brasão e do monograma de Maria de Médicis. O manuscrito da coleção de Walters mantém a encadernação original elaborada com incrustações de mosaico de couro verde e preto, assim como de impressão foliada com finos pontilhados dourados. Uma réplica da encadernação foi produzida por León Gruel para Henry Walters para um de seus livros impressos no século XVII (92.467), que também está associado a Maria de Mèdicis.

Última Atualização: 24 de outubro de 2017