Mappa das fronteiras russo-austro-allemãs onde se travam as grandes batalhas da actual guerra européa

Descrição

Este mapa da frente oriental da Primeira Guerra Mundial, provavelmente datado do final de 1914, mostra os locais das maiores batalhas ao longo das fronteiras entre as principais Potências Centrais (Alemanha e Áustria-Hungria), e o Império Russo, membro da Tríplice Entente e aliado com Grã-Bretanha e França. O mapa foi publicado por O Imparcial, influente jornal do Rio de Janeiro, e reflete o forte interesse do público brasileiro na guerra travada na Europa. O título do mapa está em português, mas o mapa em si é apresentado em francês. A tabela na parte inferior direita lista as 23 unidades militares que formavam a maior parte do exército alemão em 1914. Cada unidade ficava em um distrito militar diferente e tinha um quartel general na principal cidade do distrito. Uma unidade geralmente era formada por duas (às vezes três) divisões. As tropas nessas divisões eram definidas de acordo com as cidades, vilas e áreas rurais do distrito. As preparações alemãs para a guerra tinham como base o Plano Schlieffen, assim chamado em homenagem ao marechal de campo Alfred von Schlieffen (de 1833 a 1913), chefe do estado-maior imperial alemão de 1891 a 1906. Presumindo que a Alemanha teria que lutar uma guerra de duas frentes contra a França e a Rússia, Schlieffen desenvolveu um plano que usaria quase todo o exército alemão para obter uma vitória rápida e decisiva no oeste, e depois reposicionaria suas tropas no leste para enfrentar os russos. No final o Plano Schlieffen não deu certo. Os alemães não conseguiram capturar Paris e eliminar a França da guerra e acabaram presos num longo conflito no oeste, enquanto outra parte do exército alemão e seus aliados austríacos lutavam contra a Rússia no leste.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Empresa Brasileira de Propaganda, Rio de Janeiro

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

1 mapa: preto e branco; 48 x 36 centímetros

Observações

  • Conforme impresso no jornal O Imparcial

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 14 de novembro de 2017