Planisfério náutico

Descrição

Este mapa-múndi náutico foi produzido pelo cartógrafo genovês Nicolo di Caverio a partir de documentos portugueses. O mapa pode ser datado de 1506, já que não faz referência a nenhuma descoberta posterior a este ano. Ele conta com três escalas de comprimento no topo. Na margem esquerda, há uma escala de latitudes que vai de 55° Sul a 70° Norte. Um sistema de loxodromia de 90 centímetros de diâmetro está centralizado sobre a África, com 16 centros secundários, complementados por outro sistema concêntrico de 180 cm de diâmetro, do qual apenas três centros aparecem de cada lado. O mapa mostra 18 rosas dos ventos com 16 braços, cada um com uma cruz que aponta para o leste. Os dois centros de loxodromia do sistema complementar, localizados nas extremidades direita e esquerda, contam com um sol ao leste, em vez da rosa dos ventos, e uma lua crescente ao oeste. Os litorais estão contornados em verde e as ilhas, com tinta simples normalmente dourada ou, ocasionalmente, azul ou vermelha. O Mar Vermelho aparece com listras vermelhas. Alguns rios estão representados esquematicamente em azul. Na África, marcando o centro do sistema de loxodromia, há um pequeno globo circular cercado pelos sete céus, reminiscente daquele que se encontra no mapa atribuído a Cristóvão Colombo, cujo delineamento dos litorais é mais arcaico do que o deste planisfério. O mapa foi cuidadosamente decorado, contando com dez miniaturas de cidades e três tendas, incluindo uma com a legenda Magnus Tartarus. São 53 bandeiras, incluindo 21 bandeiras portuguesas, 20 bandeiras com a lua crescente do Império Otomano e oito bandeiras espanholas e animais (há girafas, leões e elefantes na África e, na América, pássaros) e retratos de pessoas, florestas e esboços de paisagens. As escalas estão dentro de cártulas retangulares com padrões geométricos. A moldura, composta de um bastão envolto por uma fita, aparece em apenas três lados (à esquerda, uma escala de latitudes que a substitui). A assinatura aparece em uma flâmula no canto inferior esquerdo. Os nomes latinos dos mares e países estão em letras maiúsculas, também em flâmulas. A nomenclatura está essencialmente em português, mas também há muitas legendas em espanhol, incluindo as das flâmulas.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Lugar

Tipo de Item

Descrição Física

1 mapa em 10 folhas, velino: ilustrações; 115 x 225 centímetros

Observações

  • Construção do mapa: Três escalas de comprimento no topo: 10 divisões = 116 milímetros (mm) e quatro na parte inferior: 10 divisões = 90 mm, 10 divisões = 94 mm, 10 divisões = 100 mm, 10 divisões = 100 mm. Na margem esquerda, escala de latitudes de 55° Sul a 70° Norte: 10° = 80 mm, resultando em uma escala de aproximadamente 1:14.000.000.

Referências

  1. Catherine Hofmann, Hélène Richard, Emmanuelle Vagnon, et al., The Golden Age of Maritime Maps: When Europe Discovered the World (Buffalo, NY: Firefly, 2013).

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 6 de novembro de 2017