Viagens do capitão Billings por Chukotka, do Estreito de Bering até o reduto de Kolyma Inferior, e a viagem do capitão Hall a bordo do navio Black Eagle no Oceano Nordeste em 1791. Inclui um glossário em doze dialetos dos autóctones, observações sobre o mau tempo no reduto de Kolyma Inferior, e instruções fornecidas ao capitão Billings pelo Conselho do Almirantado do Estado

Descrição

Em 1785, no final de seu reinado, a imperatriz Catarina, a Grande, encomendou uma pesquisa naval russa sob o comando do capitão Joseph Billings que ficou conhecida como Expedição Geográfica e Astronômica ao Nordeste. Billings, um inglês a serviço do Estado russo, partiu naquele ano com dois capitães assistentes, Gavriil Sarychev e Robert Hall (Roman Gall, em russo). Este volume narra as explorações de Billings em 1791 a bordo do navio Glory of Russia, acompanhado por Sarychev ao longo da Península de Chukotka, partindo do Estreito de Bering em direção oeste até o reduto do rio Kolyma Inferior, na passagem nordeste acima da Sibéria. A obra também registra as viagens do capitão Hall, no Pacífico Norte a bordo do navio Black Eagle, por Kamchatka, Ilhas Curilas, Mar de Bering e Ilhas Aleutas. Além do texto baseado nos relevantes diários do navio, o livro apresenta gravuras elaboradas das regiões pesquisadas em vários mapas adicionais. A Expedição de Billings produziu algumas das primeiras e mais completas cartografias russas de ambos os lados da região do Estreito de Bering e das costas próximas ao Oceano Ártico e ao Mar de Bering. As tripulações dos navios também realizaram extensas observações zoológicas, botânicas e etnográficas, e receberam instruções do Almirantado russo para nomear terras e ilhas não identificadas anteriormente. Essa ampla expedição também ganhou notoriedade pelo fato de Catarina, a Grande, ter solicitado a Billings que investigasse as operações do comércio de peles de Grigorii Ivanovich Shelikhov na Ilha Kodiak e em outros lugares do Alasca. Há tempos Shelikhov era uma figura controversa. Até em São Petersburgo, capital da Rússia Imperial, havia muitas histórias do abuso que ele exercia sobre trabalhadores autóctones e seu desrespeito às leis russas no Alasca. Várias partes deste livro tratam da análise de Billings e de seus assistentes sobre as condições de trabalho dos locais autóctones e da aplicação das leis russas no Alasca. Embora a empresa de Shelikhov tenha sobrevivido, tornando-se mais tarde a Companhia Russo-Americana, o governo russo exigiu mudanças no tratamento das populações autóctones no Alasca, e em 1794 enviou um grupo de monges ortodoxos russos a Kodiak, numa tentativa de melhorar a situação.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Morskoi̐tip, São Petersburgo

Idioma

Título no Idioma Original

Путешествiе капитана Биллингса Чрезъ Чукотскую землю отъ Берингова пролива до Нижнеколымскаго острога, и плаванiе Капитана Галла На суднѣ Чёрномъ Орлѣ по Сѣверовосточному Океану в 1791 году; Съ приложенiемъ Словаря двенадцати нарѣчiй дикихъ народовъ, наблюденiя надъ стужею въ Верхнеколымскомъ острогѣ, и наставленiя даннаго Капитану Биллингсу изъ Государственной Адмиралтействъ-Коллегiи

Tipo de Item

Descrição Física

191 páginas: ilustrações, mapas; 25 centímetros

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 17 de agosto de 2016