Bellifortis (Forte na guerra)

Descrição

Existem muitos manuscritos sobre tecnologia da Alta Idade Média e da Baixa Idade Média. A maioria, no entanto, apresenta textos sem ilustrações. Bellifortis (Forte na guerra), ao contrário, é o primeiro manual totalmente ilustrado de tecnologia militar, datando do início do século XV. A obra foi produzida por Konrad (ou Conradus) Kyeser, autóctone de Eichstätt (na Baviera, Alemanha). Ele escreveu seu tratado entre 1402 e 1405, quando foi exilado de Praga. À primeira vista, seu conteúdo, escrito em latim e totalizando quase 180 imagens, parece pertencer a um tópico claramente definido: a guerra. Entre os dispositivos militares discutidos estão, como de se esperar, trabucos, aríetes, pontes portáteis móveis, canhões, foguetes, carros de guerra, navios, acessórios diversos, escadas de escalada, dispositivos incendiários, arcos e instrumentos de tortura, alguns bastante modernos na época e outros bem conhecidos desde a antiguidade. Mas o tratado também descreve uma sauna, um colchão de ar e um cinto de castidade, itens que realmente não se encaixam no contexto bélico. Essa variedade de conteúdos torna Bellifortis muito interessante. Os textos de Kyeser são difíceis de entender e traduzir, pois alguns termos técnicos e alusões astrológicas nem sempre são decifráveis. Bellifortis também é relevante como um marco da história da ciência, pois contém a primeira descrição medieval conhecida do parafuso de Arquimedes e o desenho mais antigo do cinto de castidade mencionado acima. Devido à sua evidente importância, esta cópia manuscrita, produzida em 1430, foi adquirida pela Biblioteca Estatal da Baviera em 1998, por meio de uma generosa ajuda financeira de instituições culturais bávaras e alemãs.

Última Atualização: 28 de julho de 2017