Retrato de Paul e Louis Fratellini

Descrição

Esta fotografia, tirada aproximadamente em 1908 no estúdio de fotografia de Theodore Reimers, em Hamburgo, mostra Louis Fratellini (de 1967 a 1909) e Paul Fratellini (de 1877 a 1939 ou 1940), os irmãos mais velhos de uma famosa família circense de palhaços. Os quatro irmãos Fratellini trabalharam em pares durante os atos do Cirque d'Hiver (Circo de Inverno), sob a direção de Charles Franconi, em Paris, até o circo fechar, em 1907. O fechamento do circo fez com que Louis e Paul se separassem e fizessem turnês separados. Em 1909, Louis faleceu de varíola em Varsóvia, onde trabalhava no Circus Ciniselli. Após a sua morte, Paul, François (de 1879 a 1951), e Albert (de 1886 a 1961) se reuniram para criar o famoso Trio Fratellini, fazendo grande sucesso em 1923, ao ganhar o prêmio Officiers d'Académie. Nascidos na Itália, mas com cidadania francesa, os irmãos trabalharam por muitos anos no Cirque Medrano, em Paris. Eles alcançaram fama internacional como palhaços, acrobatas e músicos, graças à originalidade de seu vasto repertório. A delicadeza da arte dos irmãos ganhou a estima de Jacques Copeau, Jean Cocteau e outros intelectuais e artistas contemporâneos. Na década de 1930, eles se tornaram donos de um circo chamado Cirque Fratellini, que, em geral, se exibia em teatros. O trio ganhou fama durante a carreira pelas intensas atividades sociais e voluntárias em hospitais. Os irmãos foram pioneiros em palhaçoterapia e ganharam muitos prêmios da Cruz Vermelha Italiana devido ao seu apoio à organização. A morte de Paul, no início da Segunda Guerra Mundial, levou os dois irmãos mais novos a se aposentarem gradualmente, encerrando carreira completamente com a morte de François em 1951. No entanto, os três filhos de François, que se apresentavam como The Craddocks, no Cirque Medrano e em outros lugares, e Annie, neta de Paul e fundadora da Academia de Circo Fratellini em 1974 em Paris, mantiveram viva a tradição da família.

Última Atualização: 1º de junho de 2017