Livro dos Evangelhos armênio

Descrição

Aqui apresentamos o manuscrito armênio mais antigo mantido pela Biblioteca Estatal da Baviera. A obra foi escrita em 1278 pelo arcebispo Johannes, irmão do rei Leão III (1270 a 1289) e abade do mosteiro em Grner no Reino Armênio da Cilícia (existente de 1080 a 1375). As iluminações foram produzidas por um artista chamado Basilius, e o encadernador da obra foi Arakel Hnasandentz, de acordo com uma nota registrada no livro. O manuscrito segue o padrão usual dos textos armênios dos quatro Evangelhos: a carta de Eusébio a Carpianus, decorada com vinhetas, é seguida pelas tabelas canônicas (aqui, infelizmente, sem os adornos artísticos usuais); em seguida a obra traz os textos dos quatro Evangelhos, cada um introduzido por um índice dos capítulos e um prólogo, uma imagem do Evangelista cobrindo toda a página da esquerda e uma primeira página do Evangelho ricamente decorada cobrindo o lado direito. Na parte inferior das páginas vemos detalhes relacionados aos cânones individuais de Eusébio, um método que serviu para facilitar a subdivisão dos Evangelhos antes da introdução de capítulos e versículos. A tradução dos Evangelhos para o armênio é um dos exemplares mais antigos da literatura armênia, e foi uma façanha da Era de Ouro armênia entre 400 e 450. As miniaturas no manuscrito foram produzidas durante o melhor período da iluminação armênia, que atingiu seu pico na Armênia ciliciana com o artista T’oros Roslin em meados do século XIII. Este manuscrito tem feito parte da biblioteca dos duques da Baviera e, portanto, da atual Biblioteca Estatal da Baviera juntamente com a biblioteca de Johann Jakob Fugger, desde 1571.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

Աւետարան

Tipo de Item

Descrição Física

287 fólios de pergaminho: iluminados

Observações

  • Esta descrição da obra foi escrita por Julius Aßfalg.
  • Código BSB: Cod.armen. 1

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 28 de julho de 2017