Peregrinação à Terra Santa

Descrição

Por conta da riqueza de ilustrações, o relato de Bernhard von Breydenbach sobre suas viagens pela Terra Santa, publicado em 1486, ofuscou o livro de viagem até então best-seller escrito por Hans Tucher. O sucesso do livro de Breydenbach aumentou ainda mais pela publicação primeiro numa versão latina, quatro meses depois numa versão alemã, e dois anos mais tarde numa edição holandesa. Para documentar sua jornada, Breydenbach levou consigo um artista para registrar suas impressões. A menção do nome do artista, Erhard Reuwich, na introdução à primeira edição do livro já era uma novidade na história da impressão. Conforme o colofão e a marca do impressor revelam, Reuwich veio de Utrecht e foi quem ilustrou e pintou a obra. As ilustrações de Reuwich são marcadas pela virtuosidade com que ele transferia seus desenhos para o meio impresso. O novo realismo de suas representações dobráveis de grande formato de cidades é especialmente notável. A maior dessas ilustrações foi impressa usando quatro blocos de madeira, cada um do tamanho de uma folha de papel, e mostra uma visão panorâmica da pitoresca entrada sul de Veneza  a partir do Grande Canal e das ilhas da Laguna Veneta. É possível identificar o ponto de vista do observador como sendo a torre da Basílica de São Jorge Maior, na ilha de mesmo nome. A arquitetura de Veneza é quase um retrato perfeito, permitindo reconhecer facilmente os edifícios mais proeminentes, alguns dos quais, no entanto, Reuwich retrata num estado um pouco mais velho do que ele próprio talvez tenha visto. Conforme sugerem pesquisas recentes, a concepção de Reuwich para ilustrar o livro de viagens foi profundamente influenciada por seu encontro com Veneza e sua arte. Parece, de fato, que seu papel era principalmente reunir exemplos adequados de arte em cada estação da viagem, para mais tarde ilustrar o livro de viagens que Breydenbach concluiria. Para a representação de Veneza, ele provavelmente usou um desenho do artista veneziano Jacopo Bellini (por volta de 1400 a 1470 ou 1471), adaptando-o de acordo com suas próprias observações. Conforme mostram outros desenhos entre 1435 e 1440 desse artista, em sua época Bellini buscava descrever a arquitetura ainda bastante gótica de Veneza com um moderno toque renascentista. Desse modo, a ilustração de Veneza de Reuwich pode ser percebida pela qualidade documentária exemplar da história da arquitetura de Veneza. A cópia do livro de Breydenbach que apresentamos aqui é a versão alemã da obra, traduzida por Martin Roet. A obra pertencia anteriormente a Hartmann Schedel (de 1440 a 1514), que imitou algumas das xilogravuras de Reuwich em sua Crônica de Nurembergue.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Erhard Reuwich, Mainz

Idioma

Título no Idioma Original

Die heyligen reyßen gen Jherusalem zuo dem heiligen grab

Tipo de Item

Descrição Física

328 páginas: ilustrações; 22,01 x 31,24 centímetros

Observações

  • Código BSB: 2 Inc.c.a. 1727
  • Essa descrição da obra foi escrita por Marianne Reuter da Biblioteca Estatal da Baviera.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 14 de abril de 2017