Saltério da congregação beneditina em Bursfelde

Descrição

A primeira oficina de impressão em Mainz foi um empreendimento conjunto realizado por Johann Gutenberg, o financista Johann Fust e Peter Schöffer (por volta de 1425 a aproximadamente 1502). Schöffer, o mais jovem dos três, havia estudado na Universidade de Erfurt entre 1444 e 1448 e trabalhado como calígrafo em Paris em 1449. Ele então combinou os conhecimentos teóricos necessários com a experiência prática na área da produção de livros. Suas contribuições para o futuro desenvolvimento da impressão parecem ter enfatizado principalmente a imitação do máximo de características de manuscritos possível sem recorrer à intervenção manual. Após o amargo fim da parceria com Gutenberg em 1455, Schöffer continuou trabalhando com Johann Fust e conseguiu colocar suas ideias em prática. Ao contrário de Gutenberg, que logo desistiu da ideia de imprimir os títulos dos capítulos de sua Bíblia com tinta vermelha e acabou voltando a rubricar manualmente, Schöffer visou imprimir todos os elementos coloridos em um livro, uma inovação que ele mencionou com orgulho no colofão dos seus Saltérios de 1457 e 1459, as primeiras declarações finais desse tipo a serem impressas. Ambas as edições são decoradas com iniciais de duas cores, como era comum nos manuscritos, aplicando uma cor contrastante para acentuar as decorações caligráficas conhecidas como filigrana. Os elementos individuais de cada inicial foram produzidos com cortes de metal, possibilitando serem tirados e coloridos separadamente, para que as páginas pudessem ser impressas numa única operação. Aqui apresentamos o Saltério de 1459 de Schöffer, modificado para se adequar às exigências da congregação beneditina de Bursfelde e impresso sob encomenda da abadia beneditina de São Jacó em Mainz. A obra também é conhecida como Psalterium Benedictinum cum canticis et hymnis (Saltério beneditino com cânticos e hinos). Três anos após a morte de Fust em 1466, Schöffer se casou com a filha de seu falecido parceiro, Christina, e continuou administrando a oficina, ensinando aos seus filhos o ofício da impressão. Ivo (de 1500 a 1555), neto de Schöffer, trabalhou como impressor em Mainz até sua morte, 100 anos após a invenção de Gutenberg.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Johann Fust und Peter Schöffer, Mainz

Idioma

Título no Idioma Original

Psalterium Benedictinum congregationis Bursfeldensis

Tipo de Item

Descrição Física

254 páginas: 35 x 49 centímetros

Observações

  • Código BSB: 2 L.impr.membr. 2
  • Essa descrição da obra foi escrita por Bettina Wagner da Biblioteca Estatal da Baviera.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 16 de março de 2017