Advertência à cristandade contra os turcos

Descrição

Logo após a tomada de Constantinopla pelos turcos comandados pelo sultão Mehmed II em 29 de maio de 1453, diversos escritores na Europa convocaram os governantes da Europa a defenderem a cristandade. A nova arte de impressão serviu para propagar tais convocações. Foi então na oficina de Johann Gutenberg, impressor da famosa Bíblia de 42 linhas que leva seu nome, que o primeiro panfleto político em alemão sobre este tema foi impresso com o título Eyn manung der cristenheit widder die durken (Advertência à cristandade contra os turcos). O panfleto subsiste numa única cópia nas coleções da Biblioteca Estatal da Baviera. É a mais antiga impressão completamente intacta produzida com o tipo de impressão móvel conhecido como “Urtype” de Gutenberg ou “Donat-Kalender-Type”. O pequeno livro que contém seis folhas no tamanho in-quarto também é conhecido como o Türkenkalender (Calendário turco), pois Gutenberg o apresentou na forma de um calendário estruturado de acordo com as 12 luas novas do ano de 1455. Depois de uma oração introdutória, para cada mês o calendário aconselha um príncipe clerical ou secular a resistir aos turcos. Os versos finais do mês de dezembro anunciam a notícia de uma vitória recente contra o inimigo, propagada através de uma carta escrita pelo Papa Nicolau V em 25 de outubro de 1454, à dieta em Frankfurt, cuja intenção era incentivar a assembleia a se unir contra os turcos. No entanto, a carta não alcançou seu objetivo, uma vez que chegou a Frankfurt tarde demais para a sessão da dieta e acabou sendo lida em 6 de dezembro de 1454, para a assembleia das cidades que haviam se reunido posteriormente em Frankfurt. Türkenkalender termina com uma oração e um desejo de Ano Novo para o ano de 1455, a primeira saudação conhecida desse tipo. Como em Mainz considerava-se que o Ano Novo começava no dia de Natal, podemos determinar com certa exatidão a data de produção desta cópia como 1454, depois do dia 6 e antes do dia 25 de dezembro. A cópia exclusiva do Türkenkalender pertencia originalmente ao humanista Konrad Peutinger (de 1465 a 1547). Ela foi descoberta no colégio dos jesuítas em Augsburgo em 1806, de onde mais tarde foi enviada a Munique.

Data do Assunto

Informação da Publicação

Johann Gutenberg, Mainz

Título no Idioma Original

Eyn manung der cristenheit widder die durken

Tipo de Item

Descrição Física

6 fólios

Observações

  • Código BSB: BSB-Ink M-149
  • Essa descrição da obra foi escrita por Claudia Bubenik da Biblioteca Estatal da Baviera.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 27 de outubro de 2016