A consolação da filosofia. Fragmento

Descrição

De consolatione philosophiae (A consolação da filosofia) é uma obra filosófica escrita por Boécio, descendente de uma influente família romana, por volta do ano 524. É considerada como uma das obras mais importantes e influentes do mundo ocidental. O livro foi escrito durante o período de um ano em que Boécio esteve preso enquanto aguardava seu julgamento pelo crime de traição no reinado do rei ostrogodo Teodorico, o Grande. Considerado culpado, Boécio foi executado em 524. Escrita na forma de um diálogo entre Boécio e a Senhora Filosofia, a obra foi uma das principais fontes pela quais os estudiosos na Europa medieval conheceram e compreenderam a filosofia do mundo antigo. Este fragmento manuscrito do século XIV de De consolatione philosophiae, mantido nas coleções da Biblioteca Nacional da Eslováquia, originou-se do meio acadêmico francês, talvez em Paris. Não se sabe quem foi o escriba. O fragmento foi transferido para a Biblioteca franciscana em Bratislava sob circunstâncias desconhecidas. Seus conteúdos são idênticos aos incunábulos provenientes de Colônia, impressos em outubro de 1493. O manuscrito está repleto de anotações escritas nas margens e em espaços entre as linhas.

Última Atualização: 18 de julho de 2016