Discursos de Lord Curzon de Kedleston

Descrição

George Nathaniel Curzon (de 1859 a 1925) serviu como vice-rei e governador-geral da Índia de 1899 a 1905. Como chefe do governo britânico na Índia, ele instituiu amplas reformas na burocracia colonial, organizou um programa de combate à fome de 1899 a 1900, e promulgou reformas agrícolas destinadas a aumentar a produção de alimentos. Ele também modernizou a polícia, as ferrovias, o sistema de ensino e as universidades, estabeleceu a Província da Fronteira Noroeste (no atual Paquistão), perto da fronteira com o Afeganistão, criou um departamento geral para arqueologia, e lançou um extenso programa para restaurar importantes monumentos históricos e culturais na Índia, incluindo, por exemplo, o Taj Mahal. Apesar de receber muitos elogios pelas reformas que beneficiaram grandemente os indianos, historiadores criticam Curzon por sua atitude de essência paternalista para com o país e sua incapacidade de perceber o surgimento da nova elite nacionalista associada ao Congresso Nacional Indiano. Aqui apresentamos uma compilação de quatro volumes dos discursos proferidos por Curzon durante seu mandato na Índia, publicado pelo governo indiano em Calcutá. Estão inclusas ambas as declarações em sessões formais do Conselho Legislativo do Vice-Rei, além de discursos em conferências, reuniões e ocasiões cerimoniais. Os discursos tratam de vários tópicos, entre eles estão economia, orçamento e finanças, administração civil e militar, cultura, arte e monumentos antigos. Um ponto marcante enquanto Curzon esteve na Índia foi o grandioso durbar realizado em Déli em janeiro de 1903, para comemorar a ascensão do rei Eduardo VII. Os discursos de Curzon nos eventos do durbar são apresentados no volume três. Também vale mencionar o último discurso no volume quatro, o discurso de despedida que Curzon proferiu no Byculla Club em Bombaim em 16 de novembro de 1905, declarando que sempre se esforçou para o bem da Índia, e concluiu dizendo: “Eu tenho trabalhado por um único propósito. Deixe a Índia ser meu juiz”. Mais tarde Curzon passou a trabalhar na Câmara dos Lordes e como secretário de relações exteriores da Grã-Bretanha de 1919 a 1924.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Escritório da Gráfica da Superintendência do Governo, Índia, Calcutá

Idioma

Título no Idioma Original

Speeches by Lord Curzon of Kedleston

Tipo de Item

Descrição Física

4 volumes; 22 centímetros

Referências

  1. David Gilmour, “George Nathaniel, Marquess Curzon of Kedleston (1859‒1925),” in Oxford Dictionary of National Biography (Oxford, U.K.: Oxford University Press, 2004).

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 25 de agosto de 2016