Rússia na Ásia: um registro e estudo, de 1558 a 1899

Descrição

Alexis Sidney Krausse (1859 a 1904) foi um jornalista e autor britânico que escreveu para muitos periódicos britânicos e produziu livros sobre vários assuntos, incluindo pobreza na cidade de Londres, China e Extremo Oriente, e Império Russo. Rússia na Ásia: um registro e estudo, de 1558 a 1899 é uma história da expansão russa na Ásia, começando em 1558, ano em que Grigorii Stroganov recebeu uma carta de Ivan, o Terrível, para colonizar terras no rio Kama na margem ocidental dos Montes Urais. O livro abrange a anexação da Sibéria, a conquista russa dos canatos de Khiva e Bucara, sua expansão no final do século XIX para o território do Turquestão, a anexação de terras anteriormente pertencentes à Pérsia e à China, a construção de ferrovias e a política russa sobre o Afeganistão. No prefácio, Krausse escreve que seu livro “não pretende ser mais do que uma história, completa porém concisa, da Rússia asiática. Ao criticar as políticas concorrentes da Rússia e da Inglaterra, meu esforço busca apresentar a dedução clara e imparcial resultante de um estudo cuidadoso dessas políticas”. Na verdade, o livro apresenta fortes tendências contra a Rússia, que na obra é retratada como inexoravelmente expansionista e “inimigo natural” da Grã-Bretanha. Rússia na Ásia teve várias edições, tanto na Grã-Bretanha como nos Estados Unidos. Aqui apresentamos a edição original publicada em Londres em 1899. Ela contém 12 mapas e três anexos: uma cronologia dos “Marcos na história da Rússia asiática”; um compêndio dos mais importantes tratados e convenções entre Rússia e China, Pérsia, Afeganistão e outras organizações políticas na fronteira sul do Império Russo; e uma bibliografia de autoridades na Rússia asiática e em países vizinhos.

Última Atualização: 30 de agosto de 2016