A Vida do emir Dost Mohammed Khan de Kabul

Descrição

A Vida do emir Dost Mohammed Khan de Kabul é uma biografia em dois volumes sobre Dost Mohammad Khan (de 1793 a 1863), fundador da Dinastia Barakzai e governante do Afeganistão de 1826 a 1839 e de 1842 a 1863. O livro foi escrito por Mohan Lal (de 1812 a 1877), uma importante figura na história intelectual da Índia no século XIX. Filho de um brâmane caxemira que tinha sido um munshi (secretário) na missão de Mountstuart Elphinstone para Peshawar em 1808, Mohan Lal foi um dos primeiros graduados da Faculdade de Inglês de Delhi. Fluente em inglês, urdu, persa e caxemira, ele foi um de três homens a acompanhar Sir Alexander Burnes em sua jornada da Índia até Bukhara (atual Uzbequistão) de 1832 a 1834. Em 1834, ele publicou um relato desta missão intitulado Diário de uma missão através do Punjab, Afeganistão, Turquestã, Coração e parte da Pérsia em companhia do Ten. Burnese do Dr. Gerard. Ele tornou-se um conselheiro de confiança para Burnes, e serviu como seu chefe de inteligência até a morte do mesmo, durante a Primeira Guerra Anglo-Afegã (de 1839 a 1842). Enquanto servia no Afeganistão, Mohan Lal escreveu um esboço em persa e inglês da biografia de Dost Mohammad Khan, baseando-se em documentos e informações fornecidas por membros da família do emir e da corte. Os documentos foram perdidos na insurreição de 1841 e o manuscrito do livro foi apreendido por Mohammed Akbar Khan, obrigando Mohan Lal a reescrever a obra inteira. Marcado pelo resultado desastroso da guerra e a morte de Burnes, Mohan Lal viajou para a Grã-Bretanha onde teve uma audiência com a rainha Victoria. Buscou, em vão, compensação da Companhia das Índias Orientais por empréstimos que haviam sido feitos em seu próprio nome para garantir a libertação de reféns britânicos, e entregar os diários de Burnes à sua família na Escócia. Mohan Lal dedicou o livro à rainha, assinando seu nome “Mohan Lal, de Caxemira. (A Serviço da Honorável Companhia das Índias Orientais).” Além de ser um retrato vívido de Dost Mohammad Khan, esta biografia é uma valiosa fonte primária para o estudo da Primeira Guerra Anglo-Afegã. Como indicado pelo subtítulo, o livro ressalta as habilidades diplomáticas e políticas do emir em manobrar as potências concorrentes da Pérsia, da Rússia e da Grã-Bretanha, as quais procuravam exercer influência sobre suas políticas e controlar, direta ou indiretamente, seu país.

Última Atualização: 28 de julho de 2017