A Vida de Abdur Rahman, Emir do Afeganistão

Descrição

ʻAbd al-Rahman Khan (de 1844 a 1901) governou o Afeganistão de 1880 a 1901. Ele era neto de Dost Mohammad Khan (no poder de 1826 a 1839 e de 1845 a 1863), fundador da dinastia Barakzai do Afeganistão após a queda da dinastia Durrani e o fim da Primeira Guerra Anglo-Afegã em 1842. Depois de vários anos exilado na Ásia Central, Rahman assumiu o poder no Afeganistão apoiado pelos britânicos, de quem mais tarde recebeu suporte financeiro, político e militar. A Vida de Abdur Rahman, Emir do Afeganistão é uma obra de dois volumes, editada e traduzida do original persa por Mir Munshi Sultan Mohamed Khan, ex-secretário de estado do emir. O volume um é composto por 12 capítulos, sendo os 11 primeiros uma narrativa autobiográfica da vida do emir até sua ascensão ao trono, no final da Segunda Guerra Anglo-Afegã, e de seus primeiros anos como governante, nos quais consolidou seu domínio sobre o país ao derrotar os hazaras e conquistar o Kafiristão. O último capítulo do primeiro volume e os oito capítulos do volume dois são observações e reflexões de ʻAbd al-Rahman Khan sobre vários assuntos, conforme transmitidas pelo sultão Mohamed Khan. Os títulos de alguns desses capítulos indicam a variedade dos tópicos abordados: “Meu sucessor ao trono de Cabul”; “Meios que usei para estimular o progresso comercial, industrial e artístico”; “Alguns detalhes da minha vida diária”; “Fronteiras do Afeganistão e missão Durand”; “O futuro do Afeganistão”; e “Inglaterra, Rússia e Afeganistão”. O livro inclui um prefácio do sultão Mohamed Khan, onde apresenta detalhes sobre a composição do livro, e acrescenta dizendo que “desde o tempo dos grandes imperadores mogóis, Tamerlão, Babur, Akbar etc., nenhum soberano muçulmano escreveu sua autobiografia de uma maneira tão explícita, interessante e lúcida como o emir o fez...”. O livro contém ilustrações, uma tabela genealógica dos Barakzais e vários mapas.

Última Atualização: 30 de setembro de 2016