Emir Abdur Rahman

Descrição

Este livro é uma biografia publicada em Londres em 1895 de ʿAbd al-Rahman Khan (por volta de 1844 a 1901), emir do Afeganistão de 1880 a 1901. ʿAbd al-Rahman Khan era neto de Dost Mohammad Khan, fundador da dinastia Barakzai do Afeganistão após a queda da dinastia Durrani em 1842. ʿAbd al-Rahman foi exilado em 1869, quando seu pai e seu tio perderam uma extensa luta com Sher ʿAlI pela sucessão de Dost Mohammad. ʿAbd al-Rahman viveu em Samarcanda (no atual Uzbequistão), região conhecida como Turquestão Russo até 1880. Na metade da Segunda Guerra Anglo-Afegã, de 1878 a 1880, ʿAbd al-Rahman voltou a Cabul, onde foi empossado como emir. Ele negociou um acordo com os britânicos, segundo o qual os britânicos o aceitariam como emir, e ele reconheceria o direito britânico de controlar as relações exteriores do Afeganistão. O livro narra esses acontecimentos, bem como o subsequente governo de ʿAbd al-Rahman e seu trabalho de consolidação e parcial modernização do país até 1895. O capítulo final, intitulado “Um governante no islã”, descreve as realizações do emir como administrador dentro da reforma e do fortalecimento do Estado afegão e de suas instituições, incluindo o exército. Um apêndice apresenta trechos autobiográficos do emir, traduzidos a partir de um texto russo escrito durante seu exílio no Turquestão Russo. O livro ainda inclui uma tabela genealógica da dinastia Barakzai, uma cronologia, ilustrações e dois mapas. O autor, Stephen Wheeler, era editor do Civil and Military Gazette (CMG), um diário publicado em Lahore (no atual Paquistão), e que circulava em Punjab, na época parte da Índia Britânica. Wheeler escreveu ou editou vários outros livros, mas é mais conhecido como o editor que empregou o jovem Rudyard Kipling em seu primeiro cargo no jornalismo.

Última Atualização: 30 de setembro de 2016