Estudo militar da geografia, história e política do Afeganistão

Descrição

Étude militaire géographique, historique et politique sur l’Afghanistan (Estudo militar da geografia, história e política do Afeganistão) é uma análise da situação militar e estratégica no Afeganistão, escrita por um oficial francês no início da Segunda Guerra Anglo-Afegã de 1878 a 1880, que tenta explicar o conflito a um público francês. O livro está dividido em oito partes, abrangendo 1) Fatos preliminares; 2) Dados gerais sobre o país e sua população; 3) Fronteiras; 4) Orografia e hidrografia; 5) Rotas e vias públicas, incluindo passagens e desfiladeiros, cidades e pontos estratégicos; 6) Infraestrutura nacional (política e social, bem como militar); 7) História; e 8) “Relações políticas entre Inglaterra e Afeganistão, do início do século XIX até os eventos que resultaram no conflito atual”. A parte sobre rotas e transporte foi especialmente bem-desenvolvida, e inclui análises tanto das rotas internas quanto das que oferecem acesso ao Afeganistão, classificadas pelo autor como “do leste” (estrada de Peshawar a Cabul pelo Passo Khyber; estrada do Indo a Cabul pelo Vale de Kurram; e estrada do Indo a Gázni pelo Vale do Gumal); “do sul” (de Jacobabad a Candaar por Dadar, pelo Passo de Bolan, por Quetta e pelos desfiladeiros de Khojak e Khwaja); “centrais” (de Candaar a Cabul por Gázni); “do oeste e noroeste” (estrada de Candaar a Herat, e estradas de Herat para a Pérsia e que passam dentro do Turquestão); e “do norte e nordeste” (estrada de Murghab a Cabul por Balkh, rotas do nordeste e rotas que levam ao Turquestão Oriental e à China). Três mapas de importantes rotas militares ilustram a discussão, além de uma pequena lista de termos em francês e seus equivalentes afegãos ou persas que servem para ajudar o leitor a compreender a etimologia e os elementos dos nomes geográficos. O livro é composto de extratos de edições de fevereiro, março e abril de 1879 do Journal des Sciences militaires (Diário da ciência militar).

Última Atualização: 30 de setembro de 2016