A paz russa

Descrição

Durante o último ano da Primeira Guerra Mundial, as autoridades na Itália e em outros países combatentes ficaram profundamente alarmadas com a Revolução Bolchevique e com a saída da Rússia da guerra. Eles temiam que um sentimento de derrotismo se espalhasse entre o povo italiano cansado da guerra, resultando no abandono da luta. As autoridades responderam com medidas repressivas que visavam conter a subversão “Vermelha” e com propagandas que encorajavam o povo a continuar lutando pela vitória. Intitulado La Pace Russa (A paz russa), este pôster se refere ao Tratado de Brest-Litovsk, assinado em 3 de março de 1918 pelo governo da Rússia Soviética e pelas Potências Centrais. Em troca de paz, os russos foram forçados a ceder à Alemanha, à Áustria e à Turquia territórios que durante séculos fizeram parte do Império Russo. O pôster retrata um homem preso a um arado, forçado a lavrar o solo cheio de crânios. Ele é ameaçado por baionetas empunhadas pelos conquistadores alemães, cujos rostos e corpos não aparecem. O pôster sugere claramente que a escolha do povo italiano é continuar a luta ou aceitar uma condição intolerável de servidão forçada. O pôster foi produzido em Bérgamo para ser distribuído na “zona de guerra”, a região do norte da Itália fronteiriça com a Áustria-Hungria, onde a Itália travou a maioria dos seus combates e local de maior preocupação por parte das autoridades quanto ao sentimento antiguerra inspirado pela Revolução Russa. A impressionante ilustração é obra de Silvio Canevari (de 1893 a 1931), um artista italiano mais conhecido por seu trabalho como escultor antes da guerra. Canevari produziu um pôster complementar sobre o mesmo tema intitulado La Pace Tedesca (A paz alemã).

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Instituto Italiano de Artes Gráficas, Bérgamo, Itália

Idioma

Título no Idioma Original

La pace russa

Tipo de Item

Descrição Física

1 impressão (pôster): litografia, colorida: 200 x 157 centímetros

Referências

  1. Thomas Row, “Mobilizing the Nation: Italian Propaganda in the Great War,” Journal of Decorative and Propaganda Arts, Volume 24, Design, Culture, Identity (Miami Beach, FL: Florida International University Board of Trustees on behalf of The Wolfsonian-FIU, 2002).
  2. Vanda Wilcox, Morale and the Italian Army During the First World War (Cambridge, U.K.: Cambridge University Press, 2016).

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 14 de novembro de 2017