Vida tradicional do árabe beduíno descrita pelas fontes

Descrição

Georg Jacob (1862 a 1937) foi um orientalista alemão e estudioso do islã. Ele estudou geografia árabe e ensinou nas universidades de Erlangen, Kiel e Halle, e é considerado o fundador da moderna turcologia na Alemanha. Jacob foi o primeiro tradutor e editor de literatura turca moderna nos países de língua alemã. Como editor do Türkische Bibliothek (Biblioteca Turca), ele conseguiu publicar muitas obras durante a Primeira Guerra Mundial. Jacob também é reconhecido por chamar a atenção dos estudiosos ocidentais às obras de teatro de fantoches de Muhammad Ibn Daniyal (1249 ou 1250 a 1310 ou 1311), um dramaturgo egípcio. Altarabisches Beduinenleben nach den Quellen geschildert (Vida tradicional do árabe beduíno descrita pelas fontes) é uma coleção que aborda diversos temas relacionados à vida dos árabes beduínos, especialmente antes do advento do islã. Conforme sugere o título, o livro usa fontes árabes e outras obras de orientalistas mais antigos para tecer um quadro geral da vida na era pré-islâmica, período conhecido em fontes muçulmanas como Jahiliyya (Estado de ignorância concernente à orientação divina). Entre os temas abordados estão: flora e fauna, vida diária, alimentos e bebidas, normas sociais, amor e casamento, animais, e outras questões que normalmente se encontrariam num guia de viagem moderno. As declarações muitas vezes são acompanhadas por referências a fontes originais em árabe e a publicações do ocidente. Algumas declarações, no entanto, parecem sugerir que a compreensão de Jacob da língua e literatura árabes não era incontestável. Em referência à Muʻallaqāt, os sete poemas árabes clássicos que os árabes pré-islâmicos penduravam nas cortinas da Caaba para admiração (e que por isso ficaram conhecidos como as Odes Suspensas), afirma que “o nome Muʻallaqāt provavelmente significa lâmpadas ou lustres suspensos”. Esta cópia da Biblioteca do Congresso apresenta um carimbo à tinta em japonês: Minami Manshū Tetsudō Kabushiki Kaisha Tōa Keizai Chōsakyoku zōsho no in (Selo da coleção na Companhia da Ferrovia do Sul da Manchúria, Departamento de Pesquisa Econômica da Ásia Oriental). É bem provável que o volume tenha sido confiscado pelas Forças Armadas dos Estados Unidos no final da Segunda Guerra Mundial e, mais tarde, transferido para a Biblioteca do Congresso. A Companhia da Ferrovia do Sul da Manchúria se dedicou a extensas compilações de informação e atividades operacionais em nome do Exército Imperial Japonês, incluindo esforços para incitar os muçulmanos contra os domínios chinês e russo.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Mayer & Müller, Berlim

Idioma

Título no Idioma Original

Altarabisches Beduinenleben nach den Quellen geschildert

Tipo de Item

Descrição Física

278 páginas: ilustrações; 23 centímetros

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 29 de abril de 2016