Sobre os contos folclóricos do sul da Arábia

Descrição

Alfred Freiherr von Kremer (de 1828 a 1889) foi um orientalista e diplomata austríaco. Ele estudou direito na Universidade de Viena e línguas orientais clássicas na Academia Oriental (atual Academia Diplomática de Viena). Após a conclusão de seus estudos, em 1849-1851 ele foi enviado pela Academia Imperial de Ciências (atual Academia Austríaca de Ciências) para Síria e Egito a fim de reunir manuscritos árabes. Foi durante essa viagem que ele descobriu Kitāb al-maghāzī (O livro de conquistas [do profeta Maomé]), escrito por Muhammad ibn ʻUmar al-Waqidi (de 747 ou 748 a 823), um dos primeiros historiadores muçulmanos e juiz na corte dos califas Harun al-Rashid e al-Maʼmun. Mais tarde Kremer deu início à abordagem de história cultural voltada para estudos orientais e publicou sua obra seminal Kulturgeschichte des Orients unter den Kalifen (História cultural do Oriente sob governo dos califas). No livro que apresentamos aqui, Über die südarabische Sage (Sobre os contos folclóricos do sul da Arábia), Kremer tenta esclarecer a história do Iêmen pré-islâmico, especialmente a do Reino Himiarita, que prosperou de 110 a.C. a 525 d.C. e foi inicialmente pagão, depois sendo por mais de um século judaico, antes de ser derrubado pela Etiópia cristã. Ele faz isso reunindo a história etnográfica do Iêmen antigo sob as diferentes dinastias, usando fontes ocidentais e árabes, bem como antigos contos populares iemenitas, sua formação e evolução. O principal desses contos é “al-Qaṣīdah al-Ḥimyarīyah” (O ode himiarita), que lista os nomes dos diferentes reis do Iêmen antigo. Também conhecido como “poema das coroas”, seu autor foi Nashwan ibn Saʿid al-Himyari (falecido em 1178), um estudioso, linguista e historiador iemenita que tinha um orgulho especial da sua herança iemenita.

Data de Criação

Informação da Publicação

F.A. Brockhaus, Leipzig

Idioma

Título no Idioma Original

Über die südarabische Sage

Tipo de Item

Descrição Física

151 páginas; 24 centímetros

Observações

  • A cópia da Biblioteca do Congresso tem um carimbo à tinta em japonês: Minami Manshū Tetsudō Kabushiki Kaisha Tōa Keizai Chōsakyoku zōsho no in (Selo da coleção na Companhia da Ferrovia do Sul da Manchúria, Departamento de Pesquisa Econômica da Ásia Oriental). É bem provável que o volume tenha sido confiscado pelas Forças Armadas dos Estados Unidos no final da Segunda Guerra Mundial e, mais tarde, transferido para a Biblioteca do Congresso. A Companhia da Ferrovia do Sul da Manchúria se dedicou a extensas compilações de informação e atividades operacionais em nome do Exército Imperial Japonês, incluindo esforços para incitar os muçulmanos contra os domínios chinês e russo.

Referências

  1. G.W. Bowersock, “Judaism Comes to Himyar” in The Throne of Adulis: Red Sea Wars on the Eve of Islam (Oxford, UK, and New York: Oxford University Press, 2013).
  2. Al-Himyari, Nashwan, al-Maktaba al-shamila, http://shamela.ws/index.php/author/779.
  3. “Kremer Alfred Frh. von,” in Österreichisches Biographisches Lexikon 1815–1950 (ÖBL) (Vienna: Verlag der Österreichischen Akademie der Wissenschaften, 1969). http://www.biographien.ac.at/oebl_4/253.pdf.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 29 de outubro de 2015