Nomes em árabe de plantas do Egito, da Argélia e do Iêmen

Descrição

Arabische Pflanzennamen aus Aegypten, Algerien und Jemen (Nomes em árabe de plantas do Egito, da Argélia e do Iêmen) é um livro sobre nomes botânicos de plantas nativas desses três países. A obra é composta quase inteiramente por listas de nomes de plantas, ordenados alfabeticamente em latim e árabe latinizado, mas em alguns pontos também em árabe. O livro está organizado em seis seções: (1) Arabische Pflanzennamen aus der Flora von Aegypten (Nomes em árabe de plantas da flora do Egito); (2) Arabische Pflanzennamen aus der Flora von Jemen nach Forskal (Nomes em árabe de plantas da flora do Iêmen de acordo com Forskal); (3) Arabische Pflanzennamen aus der Flora von Jemen und Süd-Arabien (Nomes em árabe de plantas da flora do Iêmen e da Arábia do Sul); (4) Arabische Pflanzennamen aus der Flora von Biskra (Nomes em árabe de plantas da flora de Biskra [no norte do deserto argelino]); (5) Arabische Pflanzennamen aus dem Küstenland und dem Tel-Bergland von Nordwest-Algerien (Nomes em árabe de plantas do litoral e das montanhas do noroeste da Argélia); e (6) Arabische Nomenklatur der Datel-Palme in Aegypten und Algerien (Terminologia árabe da tamareira no Egito e na Argélia). Uma introdução discute a escrita do alfabeto árabe com letras latinas. O autor é Georg August Schweinfurth (de 1836 a 1925), um botânico alemão báltico que estudou nas universidades de Heidelberg e Munique. Ele é conhecido principalmente por suas viagens no Sudão e nas regiões das bacias hidrográficas dos rios Nilo e Congo, e sua descoberta do rio Uele (afluente do Congo). Algumas de suas viagens pela África Central estão registradas em sua obra Im Herzen von Afrika: Reisen und Entdeckungen im centralen äquatorial-Afrika während der Jahre 1868  bis 1871, traduzida para o inglês como The Heart of Africa: Three Years' Travels and Adventures in the Unexplored Regions of Central Africa from 1868 to 1871 (O coração da África: três anos de viagens e aventuras nas regiões inexploradas da África Central, de 1868 a 1871). O livro apresentado aqui, no entanto, é o resultado das viagens posteriores e das pesquisas de Schweinfurth sobre outras regiões, a saber, Norte da África e Arábia, incluindo o período de 1875 a 1888, quando viveu no Cairo e abriu uma sociedade geográfica com apoio de Khedive Ismail. Peter Forskal (também conhecido como Forsskål, de 1732 a 1763), foi um naturalista sueco que acompanhou o explorador alemão Carsten Niebuhr em sua expedição para Arábia, chegando ao Iêmen em 1762. Forskal começou a trabalhar diligentemente com as plantas locais, mas morreu de malária sete meses depois.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

D. Reimer, Berlim

Título no Idioma Original

Arabische Pflanzennamen aus Aegypten, Algerien und Jemen

Tipo de Item

Descrição Física

232 páginas; 32 centímetros

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 29 de outubro de 2015