Um Estudo sobre os Carmacianos do Bahrein e os Fatímidas

Descrição

Mémoire sur les Carmathes du Bahraïn et les Fatimides (Um estudo sobre os Carmacianos do Bahrein e os Fatímidas) é uma história sobre dois movimentos políticos e teológicos xiitas que abalou o mundo islâmico entre os séculos IX e XII. Os Carmacianos (também conhecidos como Qarmacianos ou Karmacianos) e os Fatímidas eram ramificações da principal corrente islâmica xiita. Embora ambos buscassem a descendência de ‘Ali ibn Abi Talib (falecido em 661) pela liderança espiritual e temporal, havia uma divergência sobre a linha de descendência a ser seguida. Os Carmacianos estabeleceram seu poder central na parte nordeste da península arábica e nas ilhas de Bahrein. Finalmente, em 1070, eles foram suplantados após um período de rivalidade com os Fatímidas do Cairo e os Abássidas de Bagdá. Por outro lado, os Fatímidas, deram uma grande contribuição para o legado da cultura islâmica e assumiram uma posição de ameaça permanente a Bagdá. Seu império cresceu na Argélia e na Tunísia no início do século X. Finalmente eles estabeleceram a capital no Cairo, um califa fatímida governou até que o último da linha morreu em meados do século XII. Este livro é o primeiro volume da série de Mémoires d’h̓istoire et de géographie orientales de Michael Jan Goeje (Estudos sobre a história e a geografia oriental). Geralmente a pesquisa orientalista desse período caracteriza-se como o estudo do islamismo do Oriente Médio, abrangendo especificamente os períodos do início e medievo, pelos eruditos enraizados nas tradições filológicas e textuais. Na época, seus objetivos eram revolucionários, ou seja, para corrigir a desastrosa “clivagem entre orientalistas e historiadores (ocidentais), como se houvessem dois tipos de humanidade e não uma história comum”, segundo o erudito francês Jean Sauvaget. De Goeje foi o porta-bandeira do início dessa revolução. Ele concentrou-se na edição de textos históricos e geográficos árabes. Mémoire sur les Carmathes du Bahraïn et les Fatimides é uma de suas poucas incursões pela análise. Em sua interpretação, os Fatímidas desempenharam um papel muito mais importante na ideologia e política Carmaciana do que sustenta a pesquisa mais recente.  De sua função como bibliotecário de manuscritos na Universidade de Leiden, ele supervisionou a monumental edição de al-Tabari Tarīkh al-Ṭabarī (A história de al-Tabari), um projeto que levou 22 anos para ser completado e contém 10.000 páginas. Ele foi o primeiro editor geral de Enciclopédia do Islã.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

E.J. Brill, Leiden

Idioma

Título no Idioma Original

Mémoire sur les Carmathes du Bahraïn et les Fatimides

Tipo de Item

Descrição Física

232 páginas ; 20 centímetros

Referências

  1. Farhad Daftary, “Fatimids,” in Encyclopaedia Iranica, Volume IX (New York: Bibliotheca Persica Press, 1999). http://www.iranicaonline.org/articles/fatimids.
  2. Jean Sauvaget, Introduction to the History of the Muslim East (Berkeley, California: University of California Press, 1965).
  3. A.J.M. Vrolijk, “De Goeje, Michail Jan,” in Encyclopaedia Iranica, Volume VII (Costa Mesa, California: Mazda Publishers, 1994). http://www.iranicaonline.org/articles/de-goeje.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 29 de outubro de 2015