Plano de Nova York e seus arredores

Descrição

Este mapa, Plan de New-York et des environs (Plano de Nova York e seus arredores) foi publicado em Paris em 1777, e usou como base os levantamentos pioneiros realizados pelo engenheiro John Montrésor em 1775 e os futuros trabalhos cartográficos de Georges-Louis Le Rouge em 1777. O norte fica na direção do canto superior direito. O mapa mostra a baixa Manhattan e o primeiro local de Nova Amsterdã, que serviu como sede de poder dos holandeses e depois dos britânicos na Nova York colonial. Ele também cobre a ponta sul de Manhattan, de Greenwich (Village), no canto superior esquerdo, até Crown Point, no canto inferior direito, além de identificar várias ruas ainda famosas, como Broad Way (Broadway) e Bowry Lane (Bowery). O mapa destaca baterias, hospitais, casernas, prisões, cais, universidades e igrejas na baixa Manhattan. Os locais de culto revelam a grande variedade de afiliações religiosas em Nova York já naquela época, incluindo católicas, luteranas, calvinistas, reformadas holandesas, huguenotes, quacres, judaicas, anabatistas, presbiterianas e morávias. Um mapa adicional no canto superior esquerdo mostra tanto o porto interior quanto exterior de Nova York, a costa de Nova Jersey, partes do Brooklyn ocidental, Ilha Staten, Sandy Hook e os rios Leste e Norte (rio Hudson). Ele também mostra a Ilha dos Governadores ao longo da ponta de Manhattan, onde os governadores reais britânicos residiam antes da Revolução Americana. A Ilha dos Governadores foi onde os colonos holandeses desembarcaram pela primeira vez, em 1624, o prelúdio para a fundação da colônia holandesa dos Novos Países Baixos. As ilhas Oyster e Corporation (atuais ilhas Ellis e da Liberdade), a oeste da Ilha dos Governadores, ficaram famosas no século XIX como a principal porta de entrada para imigrantes vindos para a América. Hoboken, Paulus Hook (Jersey City), Constable Point e uma extensa margem da Ilha Oyster aparecem no lado de Nova Jersey do Porto de Nova York. No lado de Brooklyn aparecem Bushwick, Red Hook, Yellow Hook, Gravesend, Utrecht e Ilha Coney. A escala é dada em pés e em milhas. O mapa faz parte da Coleção de Rochambeau na Biblioteca do Congresso, com 40 mapas manuscritos, 26 mapas impressos e um atlas manuscrito que pertenceram a Jean-Baptiste-Donatien de Vimeur, conde de Rochambeau (de 1725 a 1807), comandante-em-chefe do exército expedicionário francês (de 1780 a 1782) durante a Revolução Americana. Alguns dos mapas foram usados por Rochambeau durante a guerra. Datando de 1717 a 1795, os mapas cobrem grande parte do leste da América do Norte, indo de Nova Terra e Labrador, ao norte, até o Haiti, ao sul. A coleção inclui mapas de cidades, mapas de batalhas e campanhas militares da Guerra Revolucionária, e os primeiros mapas estaduais da década de 1790.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Georges-Louis Le Rouge, Paris

Idioma

Título no Idioma Original

Plan de New-York et des environs

Tipo de Item

Descrição Física

1 mapa: 60 x 50 centímetros

Observações

  • Escala de aproximadamente 1:6.336

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 28 de julho de 2017