Connecticut, com base nas obras mais respeitadas

Descrição

Este mapa de Connecticut apareceu pela primeira vez no Atlas geral da edição de Carey da Geografia Aprimorada de Guthrie, publicado na Filadélfia em 1795. O mapa foi criado “com base nas obras mais respeitadas”, incluindo informações do mapa ricamente detalhado de 1791 de William Blodget, o primeiro mapa oficial do Estado. Amos Doolittle (de 1754 a 1832), um gravurista em placas de cobre em New Haven, produziu o mapa na escala de 7,5 milhas para cada polegada (12 quilômetros para 2,4 centímetros). Basicamente autodidata, Doolittle iniciou sua carreira como joalheiro e ourives, e tentou realizar suas primeiras gravuras enquanto lutava em Lexington e Concord, durante a Guerra Revolucionária Americana. Ele continuou e se especializou em mapas para atlas e ilustrações para livros. Este mapa apresenta uma cena decorativa no canto inferior direito com o escudo e o lema de Connecticut, Qui transtulit sustinet (Ele que transplantou ainda sustenta). Mathew Carey (de 1760 a 1839) foi um imigrante da Irlanda que trabalhou como editor na Filadélfia, especializando-se em mapas, atlas e obras de geografia. Em 1795 ele lançou o primeiro atlas publicado nos Estados Unidos, o Atlas Americano. Os primeiros editores americanos, como Carey, não eram controlados por acordos internacionais de direitos autorais e reutilizavam fontes europeias para imprimir extensos atlas e textos geográficos. Carey combinou mapas europeus de William Guthrie, originalmente publicados em Londres em 1770, com mapas atualizados dos Estados Unidos para produzir a Geografia Aprimorada de Guthrie. Doolittle desenvolveu uma forte relação de trabalho com Carey. O mapa faz parte da Coleção de Rochambeau na Biblioteca do Congresso, com 40 mapas manuscritos, 26 mapas impressos e um atlas manuscrito que pertenceram a Jean-Baptiste-Donatien de Vimeur, conde de Rochambeau (de 1725 a 1807), comandante-em-chefe do exército expedicionário francês (de 1780 a 1782) durante a Revolução Americana. Alguns mapas foram usados por Rochambeau durante a guerra. Datados de 1717 a 1795, eles abrangem grande parte do leste da América do Norte, indo de Nova Terra e Labrador, ao norte, até o Haiti, ao sul. A coleção inclui mapas de cidades, mapas de batalhas e campanhas militares da Guerra Revolucionária, e os primeiros mapas estaduais da década de 1790.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Filadélfia

Idioma

Título no Idioma Original

Connecticut, from the best authorities

Tipo de Item

Descrição Física

1 mapa; 31 x 38 centímetros

Observações

  • Escala de aproximadamente 1:460.000

Referências

  1. “Amos Doolittle’s Battles of Lexington and Concord,” in From Revolution to Republic in Prints and Drawings (New York: New York Public Library, 2007). http://web-static.nypl.org/exhibitions/revolution/revolution1.html.
  2. Matthew Edney, “Mapping U.S. History in the Early Republic” (Portland, ME: Osher Map Library & Smith Center for Cartographic Education, University of Southern Maine: 2012).  http://www.oshermaps.org/exhibitions/map-commentaries/maine-us-version-best-selling-european-historical-atlas-ca1800.
  3. Edward Smith, “Carey, Mathew (1760–1839),” revised by Jason Edwards, in Oxford Dictionary of National Biography (Oxford, UK: Oxford University Press, 2004).

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 13 de julho de 2017