Arredores da cidade de Quebec, cerco americano de 8 de dezembro de 1775 a 13 de maio de 1776

Descrição

Environs de Québec, bloqué par les Américains du 8 décembre 1775 au 13 mai 1776 (Arredores da cidade de Quebec, cerco americano de 8 de dezembro de 1775 a 13 de maio de 1776) foi produzido em 1777 pelo cartógrafo, autor e ilustrador Georges-Louis Le Rouge (nascido em 1712), geógrafo real do rei Luís XV. O mapa apresenta locais e eventos relacionados com o cerco e ataque americano à cidade de Quebec durante a Guerra Revolucionária. Com essa ação o Congresso Continental esperava que Quebec passasse a apoiar a causa da independência americana. O ataque foi liderado pelo general Richard Montgomery e o coronel Benedict Arnold do Exército Continental. O mapa mostra a catedral, o seminário, a cidadela e fortes, bem como o estaleiro, cais, estradas, fazendas e as vegetações. Ele também inclui anotações históricas e um índice para posições militares e pontos de interesse, e mostra as aldeias de Saint Jean, Saint Roch e Palais. O mapa indica as baterias americanas usadas no cerco da cidade e os locais de onde Montgomery e Arnold iniciaram seus ataques contra a cidade no último dia de 1775. Nem o ataque nem o cerco seguinte foram bem-sucedidos. Localizado no rio São Lourenço, a cidade de Quebec era um centro administrativo, militar e comercial, bem como religioso, abrigando uma catedral, um palácio episcopal, um seminário e uma missão jesuíta. Fundada em 1608 pelo explorador francês Samuel de Champlain no mesmo local de um forte construído por Jacques Cartier em 1535, Quebec se tornou a capital da Nova França. Na Batalha de Quebec (de junho a setembro de 1759), uma das lutas culminantes da Guerra dos Sete Anos (de 1756 a 1763), os franceses, comandados pelo marquês de Montcalm, tiveram que entregar a cidade à tropa britânica invasora liderada pelo general James Wolfe. Quatro anos mais tarde, a França cedeu à Grã-Bretanha a maior parte de seus territórios canadenses na América do Norte. A cidade de Quebec é uma das cidades mais antigas não apenas do Canadá, mas de toda a América do Norte. O norte está voltado para o canto superior direito. O relevo é representado por hachuras, e a escala é dada em perches, uma antiga unidade francesa que media aproximadamente cinco metros. O mapa faz parte da Coleção de Rochambeau na Biblioteca do Congresso, com 40 mapas manuscritos, 26 mapas impressos e um atlas manuscrito que pertenceram a Jean-Baptiste-Donatien de Vimeur, conde de Rochambeau (de 1725 a 1807), comandante-em-chefe do exército expedicionário francês (de 1780 a 1782) durante a Revolução Americana. Alguns mapas foram usados por Rochambeau durante a guerra. Datados de 1717 a 1795, eles abrangem grande parte do leste da América do Norte, indo de Nova Terra e Labrador, ao norte, até o Haiti, ao sul. A coleção inclui mapas de cidades, mapas de batalhas e campanhas militares da Guerra Revolucionária, e os primeiros mapas estaduais da década de 1790.

Data de Criação

Informação da Publicação

Georges-Louis Le Rouge, Paris

Idioma

Título no Idioma Original

Environs de Québec. Bloqué par les Américains du 8. décembre 1775 au 13. mai 1776

Tipo de Item

Descrição Física

1 mapa; 23 x 30 centímetros

Observações

  • Escala de aproximadamente 1:72.000

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 18 de fevereiro de 2016