Narrativa de uma Viagem a Kalat

Descrição

Charles Masson (pseudônimo de James Lewis) foi um viajante, explorador e o primeiro europeu a reconhecer o patrimônio arqueológico do Afeganistão. Pouco se conhece sobre o início de sua vida. Ele nasceu em Londres em 1800 e tudo indica que recebeu uma boa educação, estudando disciplinas como latim, grego e francês. Após uma discussão com seu pai, em 1821 ele se alistou como soldado de infantaria no exército da Companhia das Índias Orientais. No início de 1822 viajou para Bengala, e em julho de 1827 abandonou seu regimento, mudou de nome e viajou para o oeste a fim de escapar da jurisdição britânica. Depois de vaguear por Rajasthan e pelo território independente dos sikh, Masson atravessou o Afeganistão pelo Passo Khyber. Ao longo da década seguinte viajou extensivamente por todo o Afeganistão. Ele também passou tempo na Pérsia (atual Irã) e em Sind (no atual Paquistão). Em outubro de 1838 ele deixou o Afeganistão. Enquanto vivia em Karachi Masson escreveu um relato de suas investigações arqueológicas e concluiu sua obra de três volumes: Narrativa de Várias Viagens em Baluquistão, Afeganistão e Panjab , publicada em Londres em 1842. Com a primeira Guerra Anglo-Afegã (de 1839 a 1842) a caminho, no início de 1840 ele tentou retornar a Cabul, mas foi capturado durante o cerco de uma revolta no canato de Kalat (no atual Paquistão), onde permaneceu preso por um tempo como espião. Depois de ser solto em janeiro de 1841, Masson escreveu Narrativa de uma Viagem a Kalat, obra publicada em 1843 e que, embora em volume único, considerou como o quarto volume de sua obra anterior. Ele era crítico das políticas que resultaram na Primeira Guerra Anglo-Afegã (de 1839 a 1842), e em seu prefácio descreve o motim em Kalat como “o precursor da catástrofe desencadeada logo em seguida” em Cabul. A primeira parte do livro é um relato detalhado da insurreição, de sua opressão e do próprio suplício de Masson. A segunda parte é intitulada “Memória sobre o Baluquistão Oriental ou territórios do khan brahui de Kalat”, e contém seções sobre geografia, tribos, governo e história, antiguidades e dialetos, economia, modos e costumes, e história natural e mineralogia da região. A obra também apresenta um mapa detalhado desdobrável.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

R. Bentley, Londres

Idioma

Título no Idioma Original

Narrative of a journey to Kalât, Including an Account of the Insurrection at that Place in 1840; and a Memoir on Eastern Balochistan

Tipo de Item

Descrição Física

463 páginas: mapas; 22 centímetros

Referências

  1. Garry Alder, “Masson, Charles [formerly James Lewis] (1800‒1853),” in Oxford Dictionary of National Biography (Oxford, U.K.: Oxford University Press, 2004).

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 30 de setembro de 2016