Ordem de batalha na frente ocidental. Às 11:00 de 11 de novembro de 1918

Descrição

A Primeira Guerra Mundial chegou ao fim com a declaração do armistício às 11:00 de 11 de novembro de 1918. Este mapa, elaborado no quartel-general do general John J. Pershing, comandante das Forças Expedicionárias Americanas, mostra a ordem de batalha no momento em que a luta parou. As forças aliadas estão dispostas num amplo arco que se estende da fronteira com a Suíça ao Mar do Norte, com belgas e britânicos à esquerda, franceses no centro e à direita, e americanos ocupando uma posição central entre dois exércitos franceses. Os exércitos britânicos incluíam divisões da Austrália, do Canadá e da Nova Zelândia, enquanto os exércitos franceses incluíam tropas coloniais, especialmente de Marrocos. Divisões de Portugal, Polônia e Itália também estavam presentes. O capítulo final da guerra começou em 26 de setembro, quando os exércitos britânicos, franceses, belgas e americanos atacaram com uma ampla frente de batalha composta de 123 divisões, com 57 divisões de reserva. Na defesa estavam 197 divisões alemãs, das quais apenas 51 foram classificadas pela inteligência aliada como totalmente dignas de combate. O exército alemão a princípio lutou com tenacidade, recuando para as contínuas linhas defensivas, mas diante de uma inevitável derrota e sofrendo uma revolução nacional, as autoridades alemãs não tinham escolha a não ser pedirem paz. O Kaiser Guilherme II foi forçado a abdicar e acabou sedo exilado nos Países Baixos. O mapa mostra os exércitos e seus comandantes, as unidades dentro dos exércitos e seus comandantes, e as divisões que formavam as unidades. As divisões são apresentadas por seus números, com a cor preta para indicar “novas” e vermelha para indicar “cansadas”. Tabelas no mapa mostram divisões alemãs derrotadas desde 16 de julho, a situação de todas as divisões na frente ocidental, e o status das divisões americanas. O mapa faz parte da coleção feita pelo general Tasker Howard Bliss (de 1853 a 1930), enquanto trabalhou com o exército dos EUA na Primeira Guerra Mundial e na Conferência de Paz de Paris de 1919.

Última Atualização: 11 de setembro de 2017