Novo mapa físico, político, industrial e comercial da América Central e Antilhas: Com um mapa especial das possessões da Companhia Belga de Colonização da América Central, o estado da Guatemala

Descrição

Ao contrário do Reino Unido, França, Espanha, Países Baixos e Dinamarca, a Bélgica nunca teve possessões coloniais nas Américas. Reconhece-se, porém, determinadas ambições coloniais daquele país, tal como demonstrado no presente mapa. Na sequência da cisão das Províncias Unidas da América Central na guerra civil de 1838-1840, o caudíllo Rafael Carrera subiu ao poder na Guatemala. Bélgica se tornava uma importante fonte de apoio externo para o novo regime, já que lutou para consolidar-se como estado independente. A Compagnie belge de colonisation (Companhia Belga de Colonização), encomendada pelo rei belga Leopoldo I, tornou-se a administradora de São Tomas, substituindo a Companhia Agrícola e Comercial da Costa Leste Britânica da América Central que tinha fracassado. A empresa belga publicou este mapa sem data, provavelmente, em meados da década de 1840. Desenhado pelo cartógrafo Nicolas Dally, ele oferece inserções detalhadas de São Tomas e da cidade da Guatemala. O mapa orgulhosamente anuncia o lugar da Bélgica na comunidade das nações alegando ter poder de influência na América Central e na região do Caribe em meados do século XIX.

Cartógrafo

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Compagnie belge de colonisation

Idioma

Título no Idioma Original

Nouvelle Carte Physique, Politique, Industrielle & Commerciale de l'Amérique Centrale et des Antilles, avec un plan spécial des possessions de la Compagnie belge de colonisation dans l'Amérique Centrale, État de Guatemala

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

1 mapa colorido à mão; 102x146 centímetros

Observações

  • Escala 1:4.000.000

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 29 de setembro de 2014