História da Arábia, antiga e moderna

Descrição

História da Arábia, antiga e moderna é um estudo de dois volumes, publicado pela primeira vez em 1833, por Andrew Crichton (de 1790 a 1855), homem letrado e clérigo presbiteriano escocês. Em seu prefácio, Crichton apresenta seu livro como o primeiro esforço para “ligar o passado com as ilustrações da descoberta moderna, de modo a exibir o todo num compasso moderado”, ou seja, em apenas dois volumes. Ele reconhece os pontos de vista mal-informados e prejudiciais que muitos leitores trazem para o assunto do islã, e afirma que ele procura criar uma narrativa cronológica simples livre de “rancor sem caridade” de autores anteriores. Ele consegue fazer isso na maior parte da sua obra, ajudado pelo conhecimento etnográfico fornecido por viajantes europeus recentes, indisponível aos escritores mais antigos, e pelas diversas traduções mais recentes de obras de historiadores árabes. O livro aborda a história pré-islâmica da Arábia, a missão de Maomé no século VII, as conquistas árabes no Norte da África e na Espanha, e a história dos califas abássidas de Bagdá. Capítulos separados são dedicados à literatura árabe, ao governo e à história civil dos árabes, a Hejaz, ao hajj, e à seita e às guerras wahhabistas durante o século XVIII e início do século XIX. O capítulo sobre o Alcorão é notável para sua época. Com base nas traduções disponíveis, principalmente a de George Sale (por volta de 1697 a 1736), Crichton trata o texto e sua veneração pelos muçulmanos de maneira fatual. Ao abordar as conquistas islâmicas e a fragmentação dos impérios omíada e abássida, a narrativa se mostra principalmente declarativa, e, portanto, de acordo com a meta de objetividade declarada pelo autor. Crichton dá crédito às suas fontes, e às vezes apresenta avaliações sobre elas. No caso das guerras wahhabistas, por exemplo, ele compara fontes e classifica os escritos de Jacob Burkhardt (de 1818 a 1897) e Louis Alexandre Olivier de Corancez (de 1770 a 1832), como mais elevados do que a de outros autores. O livro contém nove ilustrações sem atribuições e um mapa detalhado da Península Arábica e do deserto sírio gravado por G. B. King. A edição de História da Arábia que apresentamos aqui foi publicada em Nova York em 1838, cinco anos depois que o livro apareceu em Edimburgo.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Harper & Brothers, Nova York

Idioma

Título no Idioma Original

The History of Arabia, Ancient and Modern

Tipo de Item

Descrição Física

2 volumes, ilustrações, mapa; 16 centímetros

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 22 de setembro de 2015