Coleção de remédios medicinais bem testados

Descrição

O gênero demujarrabat é formado por conjuntos de estudos de casos médicos, incluindo soluções médicas testadas de utilidade comprovada no tratamento das doenças listadas. Manuais terapêuticos desse tipo não descrevem a natureza e a causa das doenças em si, mas se concentram nos sintomas e no remédio, talvez refletindo a natureza da obra como um manual de referência para o clínico. De acordo com a introdução de Jirāb al-mujarrabāt (Coleção de remédios medicinais bem testados), esta obra é uma compilação de estudos de casos relacionados por Abu Bakr Muhammad ibn Zakariya al-Razi (falecido por volta de 925), conforme registado e comentado por um discípulo anônimo. Nascido em Ray, (perto da atual Teerã), Razi é reconhecido como um dos luminares intelectuais do mundo islâmico medieval. Entre sua surpreendente produção intelectual (mais de 150 títulos sobre todos os temas científicos de sua época) está um dos exemplos mais antigos sobreviventes do gênero mujarabbat: o Kitāb al-Tajārib (Livro de experimentos). Jirāb al-mujarrabāt apresenta uma coleção diferente de estudos de caso do que os que aparecem em Kitāb al-Tajārib, mas se assemelha na estrutura organizacional habitual da obra de Razi, em que as doenças das partes superiores do corpo humano (por exemplo, a cabeça) precedem as que afligem as partes inferiores (como o abdômen). Dos 31 capítulos presentes no Jirāb al-mujarrabāt, os últimos dez capítulos se afastam dessa estrutura para apresentar temas gerais, como fī aujā‘ al-mafāsil wa niqris (dor nas articulações e gota) no capítulo 22, por exemplo. O manuscrito contém muitos erros de transcrição, sugerindo que o escriba não era fluente em árabe ou que talvez copiasse um texto que não podia ler. O escriba conclui o livro com uma curta frase em persa: tamām shud ([a transcrição] está acabada).

Última Atualização: 29 de dezembro de 2015