A confluência dos mares

Descrição

Multaqá al-abḥur (A confluência dos mares) é uma famosa obra da jurisprudência hanafita, escrita por Ibrahim ibn Muhammad Halabi (falecido em 1549 ou 1550), também conhecido como al-Halabi. Finalizado em 1517, o texto de al-Halabi é um manual baseado nas obras de quatro juristas mais antigos. Até as reformas do século XIX, a obra era a fonte oficial de muitas leis do Império Otomano. A obra contém regras que abrangem praticamente todas as áreas da atividade humana, incluindo prática religiosa, relações domésticas, herança, operações comerciais e crimes. Al-Halabi nasceu por volta de 1460 em Halab, sultanato mameluco (atual Aleppo, Síria), e estudou lá e no Cairo. Ele viveu mais de 40 anos em Constantinopla (atual Istambul), onde escreveu obras religiosas e judiciais, e tornou-se pregador na mesquita de Mehmed II. O manuscrito que apresentamos aqui tem uma página de rosto iluminada. O texto está rubricado e é uma obra original escrita “pela mão de seu autor”, conforme registrado no quadro 447. Os diversos comentários e adições marginais foram adicionados mais tarde por outras pessoas, e intercalam-se ao longo da obra. Um comentário de três páginas no final, por exemplo, data de 1659.

Última Atualização: 22 de setembro de 2015