Memorial de Calígrafos

Descrição

Taz̲kirat al-khaṭṭāṭīn (Memorial de Calígrafos) é um livro de versos na forma mathnawi. Esse tipo de poesia se baseia num esquema de dísticos individualmente rimados e aparece em muitas obras importantes da literatura persa. O autor, Muhammad Idris Khvajah Raji Bukhari (falecido em 1919 ou 1920), foi um erudito da lendária cidade de Bucara (no atual Uzbequistão), capital do emirado de Bucara. Conforme revela o título do livro, a obra é do gênero tazkira (memorial), e Raji Bukhari também inclui o nome e breves relatos da vida e da obra dos calígrafos bucaranos de sua época. Esses esboços biográficos resumidos sucedem uma descrição extensa e extravagante sobre a arte da caligrafia propriamente dita, e as diversas proporções e formas do alfabeto persa. Raji Bukhari conclui sua obra com uma lista de curtas referências a vários ramos do conhecimento, incluindo lógica e gramática. O manuscrito, em escrita nasta‘liq, foi copiado em 1908 e 1909, possivelmente no Afeganistão. O escriba, Katib Kuchak Bukhari, comenta que baseou seu texto no divã (ou coletânea de obras) de Raji Bukhari. Bucara ficou sob o controle do Império Russo durante a segunda metade do século XIX. Em 1920, após a Revolução Russa de 1917, o país foi declarado República Popular Soviética de Bucara, passando logo depois a fazer parte da República Socialista Soviética do Uzbequistão.

Última Atualização: 30 de setembro de 2016