O Sumo Conhecimento dos Argumentos para o Santíssimo Hajj

Descrição

Escrito na Índia durante as últimas décadas do século XIX por um autor desconhecido, Ghāyat al-shuʻūr bi-ḥujaj al-ḥajj al-mabrūr (O Sumo Conhecimento dos Argumentos para o Santíssimo Hajj) descreve as várias observações associadas à peregrinação hajj. A introdução e o texto estão escritos em árabe, mas o texto principal está em persa, bem como os dois textos em anexo, de outro autor: um taqriz (encômio) elogiando Ghāyat al-shuʻūr, e um texto versificado mais curto destinado aos críticos da obra. O autor dedica o texto principal a um nobre chamado Rahim al-Din. O epílogo informa que a obra é uma segunda edição, impressa em 1290 A.H. (1873) pela famosa Gráfica Newal Kishore em Lucknow, sendo a primeira edição impressa em Calcutá em 1283 A.H. (de 1866 a 1867). Antes da discussão da data de publicação a obra traz um cronograma de 1290 A.H., ou seja, a data da segunda edição da obra. A elaboração do cronograma é atribuída a Sayyid Munawwar Husayn, um funcionário da corte de Awadh (também conhecido como Oudh). Os nababos de Awadh eram uma dinastia xiita persa que haviam migrado de Nishapur (no Irã atual) para a Índia, e que propagaram ativamente literaturas persas e crenças xiitas. Porém, como decorrência da Revolta de 1857 (também conhecida como Rebelião dos Sipais), o Nababo de Awadh foi destituído pelos britânicos, quase uma década antes da primeira publicação de Ghāyat al-shuʻūr. Portanto, a menção da corte de Awadh é um tanto anacrônica, sendo uma referência ao que na época era, na melhor das hipóteses, uma repartição cerimonial.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Gráfica Newal Kishore, Lucknow

Título no Idioma Original

غاية الشعور بحجج الحج المبرور

Tipo de Item

Descrição Física

366 páginas; 24 centímetros

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 30 de setembro de 2016