O jardim do Mistério: o Terceiro

Descrição

Gulshan-i rāz (O jardim do Mistério) é um texto do século XX sobre o sistema de crença ismailita nizari, escrito por Nadir Shah Kayani (por volta de 1897 a aproximadamente 1971), um líder da comunidade ismailita no Afeganistão. O título desta obra imita claramente um célebre livro de versos ismailita de mesmo nome produzido em 1317 por Mahmud Shabistari. A obra de Nadir Shah está organizada em 14 seções, cada uma das quais abordando um tema filosófico ou religioso, como nafs (a alma) ou namaz (oração). A primeira seção, sobre tafakkur (a faculdade do pensamento), é escrita como um comentário sobre um verso do Gulshan-i rāz original. A liderança de Kayani da comunidade ismailita coincidiu com o reinado de Muhammad Shah (Aga Khan III, de 1877 a 1957). Ainda há muito para se descobrir sobre a comunidade ismailita do Afeganistão desse período. Sabe-se, no entanto, que Nadir Shah veio de uma família de líderes ismailitas habitantes do vale de Kayan, no norte do Afeganistão. Ele era um autor prolífico, e escreveu tanto poesia como textos filosóficos. A presente obra é um manuscrito, provavelmente produzido no Afeganistão. A escrita é nasta‘liq em tinta preta, com 11 linhas por página num papel creme-claro. Talvez a palavra “terceiro” mencionada no título se refira à obra original de Shabistari como o primeiro Gulshan-i rāz. A identidade do segundo Gulshan-i rāz não está clara; poderia ser uma referência ao famoso comentário de Shams al-Din Lahiji, escrito em 1472 e 1473.

Última Atualização: 30 de setembro de 2016