Título do Tesouro no valor de US$ 7,2 milhões pela compra do Alasca

Descrição

Na noite de 29-30 de março de 1867, o Secretário de Estado americano, William H. Seward, conduziu as negociações finais e assinou em Washington o tratado da compra do Alasca do Império Russo com Eduard de Stoeckl, ministro russo nos EUA. Após anos defendendo a expansão dos Estados Unidos através da compra de territórios, Seward finalmente adquiriu uma nova e importante área, em cumprimento do que ele acreditava ser o “Destino Manifesto” do país. O Senado dos EUA logo votou a favor do tratado, mas a apropriação dos US$ 7,2 milhões necessários para concluir a compra foi atrasada na Câmara dos Representantes. O título do Tesouro para a compra, conforme mostrado aqui, só foi emitido em 1º de agosto de 1868, 16 meses depois que Seward e o ministro russo haviam assinado o tratado. A autocracia czarista não exigia nenhum processo de ratificação substantiva ou acordo político interno, e os russos se irritaram com o longo processo de aprovação por parte dos EUA. Após a compra, os EUA basicamente ignoraram seu novo território por mais 30 anos, até a corrida do ouro de Klondike de 1898, quando de repente se percebeu o vasto potencial econômico do Alasca.

Última Atualização: 20 de novembro de 2015