Ratificação do czar do tratado de compra do Alasca

Descrição

Aqui apresentamos o tratado original da compra do Alasca, que foi vendido aos Estados Unidos pelo Império Russo e escrito em colunas paralelas em francês e em inglês, com as assinaturas de William H. Seward, Secretário de Estado dos EUA, e Eduard de Stoeckl, ministro russo nos EUA. A língua diplomática da corte imperial russa era o francês, não havendo, por tanto, versões oficiais do tratado em russo. O czar da Rússia, Alexandre II, apôs sua assinatura no final desta cópia do tratado depois de um breve comentário em russo sobre sua ratificação. Esta versão inclui na primeira página uma longa lista em russo de títulos históricos do czar, ausente na cópia americana. Após a aprovação do Senado americano, o presidente Andrew Johnson assinou uma ratificação equivalente em 20 de junho de 1867. O subsequente Certificado de Transferência registrou alterações textuais de pouca importância nas versões em inglês e em francês do tratado. Devido à oposição política americana interna e ao processo de impeachment contra o presidente Andrew Johnson, durante mais de um ano a Câmara dos Representantes dos EUA não conseguiu apropriar fundos para comprar o novo território. O Alasca se tornou solo americano em 18 de outubro de 1867. O governo dos EUA finalmente emitiu um título do Tesouro à Rússia como pagamento em 1º de agosto de 1868.

Última Atualização: 20 de novembro de 2015