Bessarábia, o mapa etnográfico

Descrição

Na primavera de 1919 o capitão John Kaba do Exército dos EUA concluiu um levantamento de dois meses sobre as condições políticas e econômicas na Bessarábia (na atual Moldávia), para a Administração de Assistência Americana, organização criada pelo Congresso dos EUA para fornecer assistência humanitária e combater a fome em massa na Europa após a Primeira Guerra Mundial. Kaba publicou suas descobertas num relatório intitulado Comentário político-econômica de Bessarábia, publicado em 30 de junho de 1919. Este mapa acompanhou o relatório. Ele usa círculos coloridos para representar o tamanho e a composição étnica das populações de vilas e cidades da província. O gráfico de barras colorido à esquerda do mapa fornece uma legenda para os círculos, e separa por grupo étnico os 3 milhões de habitantes do país. Os principais grupos por tamanho da população são listados como: romenos (na Rússia conhecidos como moldávios), judeus, ucranianos, russos, “romenos que se tornaram russos ou russianos”, alemães (colonos), ciganos, búlgaros (colonos), lipovenos (antigos crentes russos), cossacos, turcos búlgaros, poloneses, armênios e várias outras nacionalidades. A tabela no canto inferior esquerdo do mapa fornece estatísticas sobre produção agrícola; instituições religiosas; populações das cidades, vilas e condados; profissões dos habitantes da província; orçamentos do governo; imprensa; escolas, saúde pública e outros diversos tópicos. O mapa retrata as fronteiras internas entre voloste e distritos, mosteiros, linhas ferroviárias, estações e pontes. A escala é dada em quilômetros.

Última Atualização: 13 de abril de 2016