Lago Titicaca

Descrição

Este mapa do Lago Titicaca, produzido por Rafael E. Baluarte, cartógrafo da Sociedade Geográfica de Lima, foi feito para a monografia sobre o lago realizada pelo Dr. Ignacio La Puente e apresentada para a sociedade em dezembro de 1891. O mapa se baseia em pesquisas e explorações do lago e de seus arredores conduzidas pelo diplomata e explorador britânico Joseph Barclay Pentland (de 1797 a 1873), pelo geógrafo e naturalista peruano de origem italiana Antonio Raimondi (de 1826 a 1890), pelo suíço Louis Agassiz (de 1807 a 1873), entre outros. O mapa retrata ruínas antigas, minas, locais de importantes batalhas, estradas e ferrovias. As profundezas do lago são dadas em metros. O relevo é representado por hachuras. O meridiano de origem fica em Paris, onde o mapa foi gravado. Com uma parte localizada no Peru e outra na Bolívia, Titicaca é o maior lago de água doce da América do Sul. A 3.810 metros acima do nível do mar, é também o mais elevado dos grandes lagos do mundo. Ele abrange 8.300 quilômetros quadrados e estende-se do noroeste ao sudeste num raio de 190 quilômetros. O lago tem 80 quilômetros de diâmetro no seu ponto mais extenso. Sua profundidade média varia entre 140 e 180 metros, sendo o ponto mais profundo registrado com 280 metros, próximo a Isla Soto, na parte nordeste do lago. (Este mapa mostra uma profundidade de 256,49 metros exatamente no leste da ilha). Mais de 25 rios desaguam no Lago Titicaca. Ruínas e outras evidências arqueológicas indicam que as áreas circunvizinhas do lago têm sido habitadas por diferentes povos desde 10.000 a.C. Entres esses povos estão: os pukaras, os tiwanakus, os colla lupakas e os incas.

Última Atualização: 13 de abril de 2016