Parte superior da curva do Níger, região dos lagos, conforme observado durante a Missão Gironcourt

Descrição

Este mapa mostra uma parte da grande curva do rio Níger, a parte do rio que fica ao leste de Tombuctu (também conhecido como Timbuktu, no atual Mali), onde o rio Níger segue para o nordeste em direção ao deserto do Saara, antes de seguir para o sul perto da cidade de Bourem e retomar seu curso em direção ao Oceano Atlântico. O mapa foi produzido pela Missão Gironcourt de 1908 a 1909, uma expedição para a região patrocinada pelo governo francês e liderada pelo agrônomo e engenheiro francês Georges de Gironcourt (de 1878 a 1960). Na época, Mali fazia parte do território da Senegâmbia-Níger, administrada pelos franceses como parte do governo-geral da África Ocidental. Gironcourt publicou um relato de sua missão em Missions de Gironcourt en Afrique occidentale (1920). O mapa inclui descrições do terreno, da flora e da geologia da região, e mostra as planícies inundáveis na seção do rio Níger entre Tombuctu e Dounzou (também conhecido como Doulsou, no atual Níger). Os relevos são representados por linhas de nível. O mapa registra cursos d’água que correm para o rio Níger e lagos e lagoas que marcam essa região do deserto, muitos dos quais com água durante apenas parte do ano. Os principais habitantes dessa região são os povos nômades tuaregues. Os nomes das diferentes confederações tuaregues e seus territórios aparecem em vermelho. No sul são mostradas as áreas habitadas pelo sedentário povo sonrai (também chamados de songhai). Um carimbo na parte inferior indica que o mapa foi “Emprestado pela Sociedade Geográfica Americana para a Conferência de Paz de Versalhes, de 1918 a 1919”.

Última Atualização: 11 de setembro de 2017