Relato completo e imparcial da Companhia de Mississippi, também chamada Companhia Francesa das Índias Orientais. Criada e fundada pelo senhor Law

Descrição

John Law foi um financista e aventureiro escocês que também exerceu autoridade sobre atividades bancárias e a circulação de dinheiro. Ele convenceu o regente da França, Philippe d’Orléans, que poderia liquidar a dívida do governo francês através de um sistema de crédito com base em papel-moeda. Em 1716 ele abriu o Banque générale, com autoridade para emitir notas. No ano seguinte, Law fundou a Compagnie d’Occident (Companhia do Ocidente), cujo capital foi levantado pela venda de ações com preço nominal de 500 livres, pagáveis apenas em títulos públicos. As primeiras ações eram chamadas de “mães”, em seguida, auxiliadas pelo sucesso inicial, vieram as “filhas” e depois as “netas”. Com anúncios e relações públicas que usou para apresentar o Mississippi como uma terra abundante, Law gerou um entusiasmo extraordinário para o seu esquema. Em troca da obtenção do monopólio comercial da Louisiana, a Companhia do Ocidente teve que cuidar da segurança da colônia, ou seja, manter as fortificações e as tropas e presentear os índios. A Companhia também teve que transportar para a colônia, ao longo dos 25 anos seguintes, 6.000 colonos e 3.000 escravos africanos. Em 1719, a Companhia do Ocidente adquiriu várias outras empresas no exterior (incluindo empresas do Senegal, das Índias Orientais e da China) para formar a Compagnie des Indes (Companhia das Índias). No entanto, a emissão excessiva de notas bancárias diminuiu a confiança, e o sistema de Law entrou em colapso. Arruinado, Law fugiu para Bruxelas em dezembro de 1720. Este pequeno volume bilíngue, com textos em francês e em inglês em páginas opostas, foi publicado em Londres em 1720, pouco antes do colapso do sistema econômico de Law. O volume enfatizava o espetacular crescimento da Companhia do Ocidente e o efeito de suas ações sobre a economia de todo o Reino da França. A obra inclui uma descrição do país de Mississippi e um relato das descobertas de Louis Jolliet (de 1645 a 1700) e Robert Cavelier La Salle (de 1643 a 1687).

Última Atualização: 20 de novembro de 2015