Guerreiro fox tatuado

Descrição

Este desenho, feito em Quebec por volta de 1730, mostra um guerreiro fox, tatuado e armado com arco e flecha. Pertencentes ao povo algonquino da região dos Grandes Lagos, a tribo Fox foi dizimada por guerras contra os huronianos apoiados por franceses e pelas Guerras Fox contra os franceses, iniciadas em Detroit em 1712 e que perduraram até 1738. As Guerras Fox foram lutas dos franceses e seus aliados indígenas contra os índios fox, apoiados pelas tribos Sauk, Winnebago e Kickapoo. As guerras demonstraram a incapacidade dos franceses de impor a paz entre todas as nações nativas, apesar do sucesso da Grande Paz de Montreal em 1701. O conflito custou milhares de vidas e desestabilizou o Pays-d’En-Haut (também conhecido como o País Superior, um vasto território a oeste de Montreal). O guerreiro retratado aqui foi capturado pela tribo Miami e entregue ao governador do Canadá, Charles de la Boische, marquês de Beauharnois. Ele foi deportado para a França em 1731 para se tornar galeote, onde morreu no ano seguinte numa prisão em Rochefort. A legenda na parte inferior da ilustração diz: “Guerreiro fox. Temido por todas as nações por causa de sua coragem e velocidade, de 25 a 30 léguas por dia com apenas ervas e folhas silvestres como alimento. São um grupo de cerca de 400 a 500 homens armados dividido em 3 ou 4 aldeias. Como estão em guerra contra a França, quase todas as nações aprenderam a deixar o cabelo como os índios da tribo Fox. Quando têm uma camiseta e precisam lutar, eles a amarram firme no corpo”.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

Guerrier renard

Tipo de Item

Descrição Física

1 aquarela: 31,7 x 20,8 centímetros

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 4 de novembro de 2015