Diário da Guerra Afegã em 1842

Descrição

Edward William Bray foi um jovem tenente que serviu no 31º Regimento da Infantaria do exército britânico durante a Primeira Guerra Anglo-Afegã (de 1839 a 1842). No início de 1842 o regimento recebeu ordens para deixar o quartel em Agra, na Índia Britânica, e marchar em direção ao Afeganistão, com o objetivo de se juntar ao exército do major-general (mais tarde marechal de campo) George Pollock, que havia sido enviado para libertar Jalalabad, onde uma força britânica estava cercada por tropas afegãs. Diário da Guerra Afegã em 1842 é o relato de primeira mão de Bray sobre acontecimentos ocorridos entre o início de 1842 e janeiro do ano seguinte, publicado mais de duas décadas depois. O 31º Regimento prosseguiu lentamente em direção a Jalalabad, aonde chegou em 13 de maio, quase um mês depois de Pollock ter libertado a guarnição. De lá o regimento marchou para Gandamak e finalmente para Cabul, onde participou das ações punitivas que os britânicos aplicaram contra a cidade. O diário conclui com a marcha de volta para Agra por Peshawar. A obra está repleta de detalhes interessantes. Bray descreve, por exemplo, como no topo de Manikyala, onde os habitantes acreditam ficar o túmulo de Bucéfalo, o cavalo de Alexandre, o Grande, os aldeãos apareciam para vender antigas moedas gregas. Ele fornece um relato vívido do avanço pelas passagens de Gandamak a Cabul, onde por todo o caminho havia espalhado cadáveres de soldados britânicos e indianos da tropa aniquilada por tribos afegãs em janeiro de 1842. Bray escreve: “Foi uma visão chocante para os soldados ingleses, e muitos que testemunharam a cena fizeram um profundo voto de vingança que foi cumprido com toda destreza de que dispúnhamos, pois logo em seguida não houve misericórdia durante os combates”. Seu diário registra a morte, em combate e por doenças, de soldados e civis de ambos os lados retratando bem a horribilidade e a brutalidade da guerra. Mais tarde Bray serviu com distinção na campanha da Abissínia (na atual Etiópia) em 1868 e na Guerra Zulu de 1879. Ele se aposentou em 1882 no posto de major-general.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Nelson and Company, Londres

Idioma

Título no Idioma Original

Journal of the Affghan war in 1842

Tipo de Item

Descrição Física

108 páginas; 17 centímetros

Referências

  1. R.H. Vetch, revised by Roger T. Stearn, “Pollock, Sir George, first baronet (1786‒1872),” in Oxford Dictionary of national Biography (Oxford, U.K.: Oxford University Press, 2004).

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 23 de março de 2017