Placa escolar árabe

Descrição

Aqui apresentamos uma tabuleta de madeira, de um tipo bem conhecido nas escolas corânicas em muitas partes do mundo, com textos do Alcorão em ambos os lados. O reto é emoldurado com um arco ornamentado e tímpanos, e a decoração inclui motivos verdes, vermelhos e azuis. O verso apresenta todos os 19 versos da surata al-'A‘lá (O Altíssimo). Há também uma linha de texto separada na parte inferior, mas manchas de água a tornaram ilegíveis. O reto contém os versos de 67 a 75 da surata al-Baqarah (A vaca), o segundo e mais longo capítulo no Alcorão. Abaixo desses versos há duas linhas que indicam que este al-silkah (palavra marroquina para o ato de concluir a memorização do Alcorão ou parte dele), foi realizada pelo al-ʻabd al-daʻīf (servo indefeso), mas o nome desse pobre servo não aparece, o que é incomum. As duas linhas continuam agradecendo Alá por sua ajuda com a conclusão, e citam orações ao profeta Maomé. A palavra al-silkah é tipicamente associada a uma festa do Alcorão, onde se serve comida e colegas de estudo recitam juntos o silkah para celebrar o desempenho dos estudantes. Por causa da palavra silkah e da escrita maghribi, é plausível sugerir que essa tabuleta é originária de uma escola corânica na região de Magrebe ou Andaluzia. A data é desconhecida. Tais tabuletas geralmente são escritas pelos próprios alunos, antes da correção de seus professores. O fato de haver poucas correções nesta tabuleta reforça a hipótese de que esse silkah foi concluído com sucesso. Traços de um texto mais antigo aparecem entre as linhas do verso, sugerindo que a tabuleta foi usada e apagada muitas vezes antes de começar um novo silkah. Suratas tanto no verso como no reto contêm versos que mencionam Moisés.

Última Atualização: 8 de julho de 2015